10 dicas de como usar o cartão de crédito da maneira correta

O cartão de crédito é uma ótima facilidade para quem prefere pagar suas contas com um prazo mais folgado, no entanto, quando não há um controle ou planejamento, o que era para ser uma ótima ferramenta, acaba se tornando um grande problema. E por isso, convido a continuarem lendo esse artigo sobre 10 dicas de como usar o cartão de crédito da maneira correta.

Antes de sairmos picotando nosso cartão de crédito, precisamos levar em consideração que eles são uma ótima ferramenta em nosso dia-a-dia. E, como qualquer ferramenta, é preciso ser utilizado corretamente para evitar rombos em nosso orçamento. Quando utilizado com sabedoria, é um ótimo aliado para algumas despesas no lar. Veja alguma dicas abaixo:

1 – Tenha um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é imprescindível para as pessoas que utilizam cartões de crédito. Infelizmente, o que causa as grandes dívidas “bola de neve” é justamente o uso indevido sem o controle dos gastos.

Por se tratar de um cartão que só vamos ter contato com o que temos que pagar em trinta dias, nada mais comum que acabamos gastando mais do que deveríamos. E é ai que mora o grande perigo.

Evite pagar o mínimo do cartão! Você precisa ter o dinheiro correto para quitá-lo completamente, caso contrário, ele terá juros que poderão aumentar ainda mais o seu saldo devedor.

cartão de crédito com planejamento financeiro

Com um planejamento e a consciência de quanto pode gastar, você poderá caminhar tranquilamente com ele no bolso sem aquela necessidade de sair comprando tudo que encontra pelo caminho. Algumas pessoas preferem deixa-lo em casa para não correr riscos, algo que pode ser uma saída também.

Despesas corriqueiras com a casa, nada mais adequado que comprar no cartão de débito ou em dinheiro, deixar o cartão de crédito somente para aquelas contas necessárias e, mesmo assim, com os dois olhos voltados para suas despesas.

2 – Cuidado com o limite de seu cartão de crédito

Quando utilizamos nosso cartão de crédito, temos uma falsa ideia de que estamos comprando sem o dinheiro sair de nossa conta, na verdade, naquele momento, realmente não está, mas sairá mais para frente e dependendo do valor, trará muitas dores de cabeça.

Se você é uma das pessoas que não conseguem ou precisam utilizar o cartão de créditos com frequência, recomenda-se que utilize uma saída bem interessante para limitar gastos excessivos.

Alguns bancos acabam incentivando os gastos liberando limites muito além de nossos salários, por isso, peça para colocar o limite de seu cartão a 50% de seu salário. Essa saída poderá lhe ajudar em termos de economia no uso de seu cartão de créditos.

3 – Preste atenção no que está gastando seu dinheiro

Uma forma de controlar os gastos é estar com os olhos bem abertos para aquilo que está gastando seu dinheiro, por isso, tenha anotado todos os valores que passar em seu cartão de créditos, incluindo as vendas parceladas.

Em muitos casos, levamos em consideração apenas as compras que fizemos em uma única vez e esquecemos daquelas que parcelamos, esse é um grande problema pois o acumulo de despesas pode gerar gastos muito maiores para seu bolso.

cuidado para não gastar demais com seu cartão de créditos

Se você não gosta de anotar ou não tem tempo para isso, analise sua fatura detalhada para ver onde está colocando seu dinheiro, desta maneira, você poderá estar observando onde está gastando e se é de necessidade ou não para você, sua família ou sua casa.

Você também pode apelar para a tecnologia e instalar em seu celular algum aplicativo de controle de finanças e nele, realizar todas as anotações e estar de olho onde está investindo seu dinheiro.

4 – Tenha apenas um cartão de crédito

Hoje em dia, qualquer loja ou supermercado está oferecendo cartão de créditos próprio. Para algumas pessoas, ter diversos cartões de créditos lhes dão um certo status. E se for o seu caso, não se deixe enganar pela sensação.

Além de ser inviável ter mais cartões de créditos, os gastos, mesmo sem utilizá-los são maiores. Não podemos esquecer que todo cartão de crédito conta com uma taxa de anuidade, que não são nada baratas.

Quando temos a necessidade de termos mais um cartão de crédito, é sinal que somos mais propensos para gastar, por exemplo, você chega no limite do seu primeiro, passa para o segundo e assim por diante, quando começam a chegar as faturas, o usuário descobre que gastou mais do que podia.

5 – Negocie as taxas de anuidade de seu cartão de crédito

Como disse acima, as taxas dos cartões de crédito podem ser bem altas, mas, e se lhe dissesse que tem uma forma de negociar esse valor? Digamos que você é um usuário de seu cartão de crédito, toda compra que realiza, coloca no crédito.

A empresa por traz dele já ganha um percentual em cima de seus gastos e isso lhe dá a oportunidade de negociar valores, já que é um usuário constante. Você pode chegar á administradora de seu cartão de crédito e mencionar esse fato.

as taxas podem ser grandes vilãs de seu cartão de crédito

Algumas pessoas relatam que conseguiram até mesmo ficarem isentas de pagar a taxa. Outro detalhe importante que deve ser levado em consideração é o tipo de cartão de crédito, por exemplo, digamos que você tenha um cartão internacional, muito chique, mas para que ter um internacional sendo que não tenciona sair do país?

Esse tipo de cartão de crédito tem taxas altas, ou seja, se você paga uma taxa alta e nem pretende sair do país… Para que ter? Concorda? A economia começa neste ponto.

6 – Não pague o mínimo de seu cartão de crédito jamais!

Nunca, jamais pague somente o mínimo de seu cartão de crédito! Tudo bem que naquele momento pode parecer a melhor saída, mas, pense: você já está endividado, parcelar o cartão só lhe trará novos débitos que também não conseguirá pagar.

Caso seja a sua situação, a melhor opção é recorrer para um empréstimo pessoal e parcelar essa nova dívida contraída. Será mais fácil quitá-la devido aos juros que serão bem menores que de seu cartão de crédito.

7 – Esteja sempre de olho no saldo de seu cartão de crédito

Consultar o saldo de seu cartão de crédito de vez em quando pode garantir noites de sono mais tranquilas. Por não vermos o dinheiro saindo, muitos acabam gastando e até mesmo, esquecendo de dar aquela espiadinha básica em nossos gastos.

Esse é um grande problema, pois acabamos tendo consciência que fomos longe demais quando a fatura finalmente chega até nós. Para evitar isso, crie uma rotina e esteja sempre consultando o limite de seu cartão. Estipule um limite e ao atingi-lo, abandone seu cartão de crédito em casa para não correr riscos.

8 – Não pague tudo no seu cartão de crédito

Algumas pessoas querendo protelar um pouco mais o pagamento das contas básicas de uma residência, acabam pagando tudo no cartão de crédito, isso não é uma prática aconselhável, pelo fato da administradora do cartão cobrar uma taxa pelo serviço.

Tudo bem que você prefira concentrar todos os gastos em uma única fatura, contudo, é preciso levar em consideração essas taxas que, querendo ou não, no decorrer de doze meses pode representar um valor substancial.

Fique de olhos bem abertos para os limites de seu cartão de créditos

9 – Fique de olhos bem abertos para cartões de crédito que oferecem vantagens e descontos

Atualmente muitas empresas de cartões de crédito oferecem uma série de programas para incentivar a escolha de seus serviços, um dos mais comuns é o programa de milhas, mas existem outros, como por exemplo: De combustível, entre outros.

Ao realizarmos compras com nossos cartões de créditos, pontos vão sendo gerados e podemos ter uma gama de descontos que poderiam valer a pena. Como assim poderiam? Isso é um incentivo para que gastemos mais do comum em nossos cartões.

Por isso a necessidade de estarmos com os olhos bem abertos e nos contentar com a pontuação que vamos ganhando com as nossas compras realmente necessárias. Gastar mais nem sempre lhe trará mais pontos e isso pode ser uma grande armadilha para seu bolso.

10 – Evite fazer cartão de crédito de outras lojas

Lembra que falei um pouco mais acima sobre ter apenas um cartão de crédito? Pois é, cuidado com essas lojas que oferecem seus cartões de crédito na hora. Além de taxas desnecessárias, essas empresas acabam forçando a pagar suas faturas no próprio estabelecimento e uma vez lá dentro, com o cartão de crédito devidamente quitado, você pode inventar de gastar um pouco mais.

Concluindo nosso artigo sobre 10 dicas de como utilizar seu cartão de crédito

Já conheci muitas pessoas que se endividaram de tal maneira com essa ferramenta que acabaram picando seus cartões de crédito para evitarem cair no mesmo erro. Não concordo com isso, mas também não condeno, afinal de contas, cada pessoa sabe muito bem até onde vai seus ganhos.

Mesmo assim, trabalhar com cartões de créditos é de extrema seriedade e, geralmente as pessoas que acabaram soterrados por uma bola de neve, acabam aprendendo e trabalhando com seus cartões de uma maneira mais consciente.

Por isso, se você nunca passou por uma situação como essa, nunca teve noites de insônia por causa do alto valor de sua fatura, continue assim, controlando seus gastos e sempre de olho em sua fatura. Como disse lá no comecinho do texto, cartão de crédito é uma ferramenta e como tal, precisa ser utilizada de maneira correta.