Como fazer sua reserva de emergência?

Se já não sabemos como será nosso amanhã, imagina sabermos se teremos problemas financeiros ou não… Isso é algo possível e por isso a necessidade de termos um dinheiro guardado. Se você não sabe como fazer sua reserva de emergência, neste artigo você aprenderá alguns passos importantes.

reserva de emergência como guardar cada centavo

Ter sempre um dinheiro guardado pode salvá-lo em diversas situações, inclusive de seu cartão de crédito que pode ser o grande vilão devido aos juros altos. Mas, quanto guardar, onde guardar? Essas e mais algumas outras soluções estarão logo abaixo.

Você sabe o que é uma reserva de emergência?

É uma pergunta retórica devido ao que indica o próprio nome. Uma reserva de emergência serve para ajuda-lo em algum momento que surja aquela problema financeiro inesperado, como por exemplo:

  • Remédios caros;
  • Conserto de automóveis ou algum reparo na residência;
  • Procedimento médico;
  • Crise nos negócios;
  • Desemprego, ou qualquer outra situação que atinja suas finanças.

Uma questão sobre a reserva de emergência é o valor que deve ter, geralmente é utilizado o prazo de um ano, ou seja, é muito dinheiro para sustenta-lo em um determinado período de oscilação financeira.

Por isso a necessidade de aplicar sua reserva de emergência em algum fundo de rendimentos mas, cuidado, existem investimentos que impedem o resgate e isso pode acabar te complicando com a necessidade de tirar algum dinheiro.

reserva de emergência tenha tudo na ponta do lápis
business accounting with saving money with hand putting coins on stack concept financial

Use o dinheiro de sua reserva de emergência somente para situações necessárias, não gaste com compras ou qualquer outra coisa que pode esperar por melhores situações. Lembre-se: reserva de emergência é uma reserva para momentos necessários.

Qual a importância de uma reserva de emergência?

Muitas pessoas acabam descartando a necessidade de criar uma reserva de emergência devido a certeza que nunca passarão por problemas financeiros, esta certeza é o primeiro ponto para estipular um valor para se economizar, ainda mais na atual situação do país.

A taxa de desempregados tem aumentando exponencialmente e as cotas de desemprego não são eternas, por isso, nada mais interessante que estipular um determinado valor para se economizar. Sei que é difícil, mas 10% de sua renda pode lhe ajudar e muito.

Algumas pessoas acabam não se preocupando com isso devido ao cartão de crédito, no entanto, é preciso tomar muito cuidado e utilizá-lo com ponderação e moderação, já falamos a respeito disso algum tempo atrás e você pode conferir aqui neste link.

Digamos que, no mês de setembro, você utilizou mais do que ganha e precisou recorrer aquele conserto no cartão de crédito. Você pode estar tranquilo no momento, porém, em outubro, você terá os mesmos gastos do mês e ainda, aquele que acabou empurrando para o mês vigente.

Aprenda a montar uma reserva de emergência

Agora que sabe da importância e necessidade de ter uma reserva de emergência, nada mais adequado que darmos cinco dicas importantes para começar a sua reserva de emergência para não recorrer para cheque especial ou cartão de crédito.

1 – Crie um orçamento

Um dos primeiros passos para começar a sua reserva de emergência é ter todos os proventos e descontos controlados. Algo que nem todo mundo costuma fazer devido a correria.

Tudo bem, pode parecer perda de tempo e complicar seu tempo no início, mas com o tempo as coisas poderão se tornar tão automáticas e, consequentemente, mais fáceis.

tenha todos os gastos e recebimentos controlados

Controlando seus gastos e seus recebimentos, fica muito mais fácil destinar uma determinada quantia para sua reserva de emergência.

Não anote apenas as dívidas básicas, como: gás, água, mercado, internet, etc. Marque também as dívidas que ainda chegarão no final do ano, algo importante para seu próprio controle.

2 – Estipule um valor para sua reserva de emergência

Para uma reserva de emergência que realmente ajude em seus problemas financeiros é que ela consiga te sustentar durante seis meses. Para isso, tudo que você precisa é multiplicar seus gastos comuns por seis e ter esse valor guardado.

Outra maneira para se calcular isso é multiplicar seu salario por seis. Se você conseguir guardar um ano de salário poderá ter uma ótima reserva. Claro que isso é um valor alto, no entanto, estamos falando em uma economia mensal de valores que estejam sobrando de seu orçamento.

3 – Planeje o prazo de suas reservas

Digamos que você tem uma reserva de emergência e que acabou recebendo um dinheiro inesperado e quer aproveitar para investir em outra coisa, lembre-se: sua prioridade é sua reserva de emergência.

Não deixe de separar um determinado valor para que torne seus problemas financeiros mais fáceis de serem superados em um determinado momento. E atente-se para as regras de resgaste.

Utilizar nossa multiplicação pode apontar valores altos demais, por isso a necessidade de planejar. Se sua reserva apresentou um valor muito alto, não fique desmotivado e siga guardando seu dinheiro conforme sua possibilidade.

4 – Atente-se para seus gastos

Se você conseguiu criar um planejamento de gastos e conseguiu encontrar o valor, pode iniciar o novo e mais difícil estágio que é tomar cuidado com os gastos.

Se você já tem o costume de controlar seus gastos observando quanto ganha, já é um ótimo caminho. Evite andar com cartões para evitar compras por impulso e, ao ir ao supermercado, vá alimentando.

use a máquina de calcular para não gastar mais do que deve nos supermercados

Corte os gastos que julga supérfluo e que estão minando um determinado valor em suas economias, como por exemplo: TV a Cabo, saídas de carro para o trabalho, entre outros gastos que podem ser evitados a favor de sua reserva de emergência.

5 – Poupe antes de gastar

Muitas pessoas recebem seus salários, pagam suas contas e o que sobrou dividem em duas partes: uma para economizar e outra para gastar com a casa. Se você faz isso, saiba que não é o ideal.

Na verdade, algo que tem ajudado muitas pessoas com suas reservas de emergência é pagar a si próprio antes de qualquer gasto ou pagamento de conta, ou seja, você já tem uma ideia do que vai gastar no mês. Tire uma parte e pague a si próprio, esse dinheiro será o guardado.

Desta maneira, você terá um valor diferente nas mãos e poderá trabalhar com o dinheiro disponível dentro das possibilidades e necessidades.

Reserva de emergência pode ser a solução

A reserva de emergência é importante, não somente para algum inesperado problema financeiro, como também, para qualquer outra eventualidade. Claro que, se você tiver crianças pequenas, uma forma de garantir uma reserva para seu filho é criar uma poupança e estipular um valor.

Isso é algo que pode ajudar no futuro do filho com uma faculdade, isso sem mencionar que estará ensinando que a economia pode realmente fazer uma grande diferença quando é algo que tomamos como costume e prioridade.

Espero que tenham gostado deste artigo e caso tenham achado interessante, compartilhem em suas redes sociais para outras pessoas terem acesso e a percepção da necessidade de realizarmos uma reserva de emergência.

Lembrando que, você não precisa ter os 10% de seu orçamento livre para criar a sua reserva, ainda mais hoje em dia que tudo é extremamente caro, guarde o valor que pode e lembre-se, agora ele será pouco, contudo, com o passar dos anos, esses 50,00 (que seja esse valor) pode lhe ajudar e muito.