Cheque especial: o que é, como funciona e como calcular os juros!

0 votes

Alguma vez você já ouviu aquela frase de que o barato sai caro? Pois saiba que, se a resposta for sim, é exatamente isso que acontece com o cheque especial.

cheque especial
Fonte: Nerd Wallet/Reprodução

Inicialmente é tudo lindo. O dinheiro se encontra ali, em sua conta, disponível para uma emergência. E seria ótimo mesmo se as pessoas realmente o considerassem apenas uma opção rápida. O problema é que, os dias vão passando e assim, os juros aumentando.

Por isso, o cheque especial, que será mais detalhado a seguir, deveria ser algo que as pessoas precisariam fugir. Assim, evitaram diversos problemas financeiros. Mas, de qualquer forma, se você já estiver com problemas com relação ao assunto, como estar endividado, saiba que, sim, é possível sair dessa. Basta que se queira começar a se organizar.

Vale lembrar ainda que o cheque especial possui limites diferentes de acordo com a conta da pessoa. Há, inclusive, quem não o tenha em sua conta. Mas, todas as pessoas podem solicitar que o banco analise e assim, tenham ou não limite disponível para o cheque especial.

Colocando tudo na ponta do lápis

dívidas
Fonte: Global Times/Reprodução

Mas, antes de solicitar o seu cheque especial, tente colocar tudo na ponta do lápis e assim descobrir se realmente vale à pena ter o seu. Como dito anteriormente, ele pode ser uma excelente forma de “quebrar um galho”. Mas, provisoriamente. Assim, serão poucos juros.

O limite do cheque costuma ser dado para cliente com relação a uma média. Varia de acordo com a sua renda mensal, histórico de pagamentos e também do tempo de abertura da conta. A cobrança mensal dos valores dos juros também é feita diferente.

Você precisa lembrar que, todas as vezes que você usar o cheque especial, sua conta ficará negativa. Isso significa que, as finanças não estarão em dia. As taxas variam. Mas, o máximo que pode ser cobrado pela instituição é de oito por cento ao mês. E cento e cinquenta por cento ao ano. Quanto ao motivo pelo qual os juros do cheque especial são tão altos, a resposta é simples: o banco não possui a garantia de que a pessoa pagará por aquilo. Por isso, são altos.

O limite costuma ser pré-aprovado e por isso, não é considerado questões como renda e nome sujo/limpo.

Quanto aos juros, eles são chamados de diamante. Isso significa que todos os dias a taxa de juros será aplicada.

Mas, existem algumas regras. Do tipo: o banco precisa avisar que você está no cheque especial. E no seu extrato, estar bem claro o que é do seu saldo e o que é do cheque especial.

Agora, um detalhe: aquela pessoa que não paga a sua dívida do cheque, acaba tendo que pagar assim como se fosse outra dívida. São juros e sim, o nome pode ser negativado. Por isso, fique de olho e não esqueça que o cheque nem sempre pode ser uma boa ideia.

Compreendendo o cheque especial

cheque especial
Fonte: Debt/Reprodução

Para quem possui dúvidas sobre a dívida do cheque especial caducar ou não, depois de cinco anos, sim, caduca. Mas, o valor continua. Apenas sai do nome negativado. Porém, se o banco quiser entrar na justiça, o seu não pagamento entrará para o seu histórico financeiro.

Mas, outro ponto importante é que, sim, existem possibilidades de negociar a dívida. Por isso, se acabar entrando em uma fria quando o assunto for o cheque especial, tente ver com o banco o que pode ser feito.

Porém, caso tenha entrado na ideia de usar por um tempo e não saiba o que fazer para se livrar da dívida, uma das saídas é fazer um acordo ou ainda, outro empréstimo para consegue pagar. Inclusive, se puder emprestar de um parente ou amigo para devolver depois, melhor ainda. Isso não te causará mais problemas futuros, como juros sem fim.

Outra coisa que pode e deve ser feita quanto ao cheque especial, caso ele tenha te trazido problemas, é quitar o débito e cancelar o serviço.

Viu? Aprendeu direitinho que o cheque especial não é aquela maravilha que muitas pessoas pensam? Por isso, se puder, esqueça dele. Mas, se precisar, use por um tempo. Apenas isso.

Mais sobre o cheque especial

cheque
Fonte: Nerd Wallet/Reprodução

Lembra do que foi dito de que a taxa anual é bem alta? Com certeza você não quer pagar por ela, não é mesmo? Então, fica a dica de poupar durante um mês. Apenas um. Quer ver o motivo?

Imagine que você ganhe três mil reais por mês de salário mensalmente. E o seu limite do cheque especial seja de trezentos reais. Como a sua conta está a algum tempo negativa, o valor devido ao banco é de quatrocentos reais. Esse é o momento de mudar a sua realidade. Por quê? Para não chegar a um nível que não dê mais conta de pagar. Assim, naquele mês, no lugar de retirar três mil da sua conta, você retira dois mil e seiscentos. Paga o cheque e cancela.

Sim, naquele mês as coisas serão mais difíceis com relação ao dinheiro? Provavelmente. Mas, não esqueça que aquele dinheiro não é seu e nos próximos meses, receberá o SEU três mil reais completo. Vale economizar em algumas coisas. Não tenha dúvidas. Futuramente você agradecerá.

Mas, caso tenha se interessado na ideia de ter o seu ou ainda, quer consultar se está disponível para você, pode fazer isso através do aplicativo do seu banco. Lá constará tanto o saldo disponível, como a possibilidade de contratar o serviço. Então, não tem erro. Sim, ele salva assim. Digamos que há uma conta a ser paga hoje e você não tem dinheiro, só entrará na outra semana. Nesse caso, não tem problema, não. Desde que esse valor já seja devolvido. Muita gente usa para complementar orçamento em algo que faltou. E está tudo bem também. Sem exageros, tudo é possível e facilitado. Por isso, cada caso é um caso.

Agora, você pode descobrir ainda a como melhorar o score do CPF. Se essa sempre foi a sua vontade, chegou o momento!

Postagens relacionadas