Saiba Como Negociar As Suas Dívidas E Evite Dores De Cabeça

1 vote

Saber negociar dívidas é essencial. Todos nós estamos passiveis a sofrer com os imprevistos financeiros, que podem ocorrer por conta do desemprego até um acidente. Mas é fundamental saber como negociar e sair dessa situação o mais rápido possível. Para ter finanças em dia o ponto inicial é ter o nome limpo.

É muito importante não comprometer totalmente o seu orçamento no ato de uma negociação e barganhar o maior desconto possível.

 

 Como negociar as dívidas?

dívidas
@pexels

A partir do momento que você tem uma conta em inadimplência, está correndo o risco de ter o seu nome incluso em lista de nomes sujos, que pode ser o SPC ou Serasa.

Sabendo se organizar, todo mundo consegue pagar as dividas com um precinho que cabe no bolso, é um caminho de pedras, mas aos poucos você vai conseguir quitar as dividas e organizar o seu orçamento.

Evite a inadimplência

dívidas
@pexels

Para evitar uma inadimplência, vamos apresentar alguns itens importantes para saber como negociar as suas dívidas.

– Faça uma listagem de tudo aquilo que está devendo, o passo inicial é saber exatamente o que você deve e o quanto deve, coloque tudo no papel ou em uma planilha, trabalhe com a ferramenta que se adaptar melhor. Insira financiamentos, empréstimos, cartões de credito, qualquer tipo que conta que está atrasada.

Paralelo com a sua listagem aproveite o momento e faça uma pesquisa na praça de credito, SPC, Serasa, Scpc, com isso você irá descobrir se possui dividas em cartório, ações na justiça, ou outras pendencias financeiras.

– O segundo passo será entender como está o seu orçamento, você deve analisar o quanto ganha e o quanto gasta e novamente papel e caneta na mão ou use planilhas. Com isso, você pode controlar os seus gastos e definir onde economizar.

Corte todos os gastos desnecessários com itens supérfluos para conseguir fechar o mês no azul e prosseguir com o pagamento das dívidas.

Fazer cortes de custos não é agradável, mas entenda que é por um período, nada é para sempre. O fato de não entender como avaliar o seu orçamento pode ter sido circunstancial para cair na inadimplência, gerando um transtorno a você.

Levante a cabeça e comece a economizar no seu dia a dia.

– A partir do momento que entendeu o seu orçamento, agora é a hora de saber o valor que vai ter para pagar as dívidas. Para poder barganhar no desconto busque efetivar pagamento a vista, mas se não for possível, realize o parcelamento com um valor que não vai estourar o seu orçamento.

É fundamental ter os pagamentos dos boletos em dia. Em caso de atrasos o pagamento pode fazer o acordo ser quebrado. Em outras palavras, chegam os juros e multas, com isso a dívida volta ao valor inicial.

– Busque uma renda extra, é possível que mesmo reduzindo os seus gastos, falte dinheiro para pagar e negociar as dívidas, com isso, é o momento de fazer um extra.

Você pode usar o seu talento pra vender produtos, ou virar motorista de aplicativo nas horas vagas, use a sua criatividade para poder aumentar o seu faturamento.

 

– Hora de pagar as dívidas, busque fazer negociações, tente descontos, faça contato com quem está devendo, muitas vezes você vai conseguir negociar de forma online, economizando tempo, mas, tome sempre muito cuidado com links falsos e golpistas.

 

O que é Dívida Ativa?

dívidas
@pexels

Embora algumas pessoas digam que têm dívidas ativas em seu nome, isso não significa que tenham dívidas ativas. Nesse caso, significa especificamente dívida com o governo, seja ele municipal, estadual ou federal.

Em outras palavras, quem deixa de pagar impostos vai se endividar ativamente. Por exemplo, quem não paga o IPTU vai deixar uma dívida ativa com o município.

Se você deixar de realizar o pagamento do IPVA, isso irá gerar a inscrição na dívida ativa do Estado.

Um item que existe muita confusão, é quanto as categorias de dívida tributária e não tributaria.

Primeiramente fica todos os impostos (tributos). Posteriormente, estão as taxas, indenizações e serviços prestados em locais públicos. Ou seja, tudo que não é imposto.

Negociações com Bancos

dívidas
@pexels

Atualmente realizar negociações para limpar o nome está mais prático, existem ferramentas online para negociar.

Entre no site do devedor e busque fazer a negociação, com alguns cliques você vai conseguir fechar o acordo de receber o boleto de pagamento.

Dívida com cartão de credito

dívidas
@pexels

Muitas pessoas buscam fazer cartão de credito com o nome sujo, mas vale ressaltar que cartão de credito pode te levar a maiores dividas e uma inadimplência ainda maior, saiba usá-lo com consciência.

Antes de fazer contato com um banco e solicitar um cartão de credito, pague o que você deve e limpe o seu nome, posteriormente, você analise se ter um cartão é necessário para a sua vida.

Para quem já está com dívida no com cartão de credito o principal cuidado é com os juros, muito provavelmente você já ouviu falar que os juros de cartões são os mais altos do mercado.

Juros do Cartão de crédito

dívidas
@pexels

O Banco Central criou novas regras de credito, atualmente quem pagar menos do que o valor integral da fatura, entrará no rotativo do cartão, mas só pode entrar nesta situação uma vez.

Na fatura do mês posterior o cliente precisa escolher se paga o valor integral da fatura ou se aceita um empréstimo do banco.

Se não aceitar qualquer uma delas, certifique-se que em poucos dias você estará com o seu nome sujo.

Segundo o Banco Central, a regra foi criada para reduzir a “bola de neve” do cartão de credito. Ou seja, quando a uma pessoa realizava o pagamento mínimo da fatura por meses seguidos.

Com isso os juros triplicavam em pouquíssimo espaço de tempo.

Entenda que ter dividas é ruim para o seu bolso, pois você perde dinheiro realizando pagamento de juros.

Ao invés de pagar juros e multa busque economizar e investir, com aplicações você terá lucros, mas nunca se esqueça de fazer o item principal, a reserva de emergência. Pois com ela você não correrá riscos de cair na inadimplência novamente.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *