Entenda o que é bitcoin e como funciona!

1 vote

Descubra neste artigo o que é bitcoin e como funciona essa criptomoeda que está valendo muito no mercado!

A nova moeda digital tem se tornado cada vez mais famosa a cada ano que passa, mas qual será o motivo?

Muito se escuta sobre a valorização e desvalorização da criptomoeda bitcoin, assim como a alta conversão para reais, por exemplo.

Entretanto, muitas pessoas possuem dúvidas sobre o seu funcionamento na íntegra.

Portanto, fique com a gente até o final deste artigo e descubra todas as principais informações sobre o que é bitcoin e comece ainda hoje a investir em moedas digitais.

Boa leitura!

Afinal, o que é bitcoin?

Bitcoin é uma moeda digital que opera livre de qualquer controle central ou da supervisão de bancos ou governos.

Em vez disso, ela se baseia em software peer-to-peer e em criptografias.

Desse modo, um livro público registra todas as transações feitas em bitcoin e as cópias são mantidas em servidores espalhados por todo o mundo.

Qualquer pessoa com acesso a um computador pode configurar um desses servidores, também conhecido como um nó.

Dessa forma, cada transação é transmitida publicamente para a rede e compartilhada de nó a nó.

A cada dez minutos estas transações são coletadas em conjunto pelos mineradores de dados em um grupo, chamado de bloco e adicionadas permanentemente à cadeia de bloqueio, conhecida também como blockchain.

Da mesma forma que se mantém as moedas tradicionais em uma carteira física, as moedas virtuais são mantidas em carteiras digitais e podem ser acessadas pelo software do cliente ou por ferramentas on-line.

Sendo assim, os bitcoins podem ser atualmente subdivididos por sete casas decimais.

Por exemplo, um milésimo de bitcoin é conhecido como milli e um centésimo milionésimo de bitcoin é conhecido como satoshi.

Na verdade, existe apenas um acordo entre a rede sobre a propriedade de uma moeda, evitando possíveis burocracias na intermediação da operação da moeda.

Como funciona o bitcoin?

como funciona o bitcoin
Fonte: Pixabay

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre o que é bitcoin, vamos falar sobre como essa criptomoeda funciona.

O Bitcoin é construído sobre um registro digital distribuído chamado Blockchain.

Assim como o próprio nome indica, blockchain é um conjunto de dados interligados, composto por unidades chamadas blocos.

Os blocos contêm informações sobre cada transação, incluindo data, hora, valor total, comprador, vendedor e um código de identificação único para cada troca.

Desse modo, as entradas são agrupadas em ordem cronológica, criando uma cadeia digital de blocos.

“Uma vez que um bloco é adicionado à cadeia de blocos, ele se torna acessível a qualquer pessoa que deseje vê-lo, atuando como um livro público de transações em moeda criptográfica”, diz Stacey Harris, consultora da Pelicoin, uma rede de caixas eletrônicos de moedas criptográficas.

Além disso, a Blockchain é descentralizada, o que significa que ela não é controlada por nenhuma organização.

Sendo assim, ninguém é dono do bitcoin, mas qualquer pessoa que tenha um link pode contribuir para o mercado de criptomoedas.

Bitcoin é confiável?

Em primeiro lugar, é importante lembrar que à medida que diferentes pessoas atualizam as suas transações com a criptomoeda, a sua cópia também é atualizada.

Embora a ideia de que qualquer um possa editar o blockchain possa parecer arriscada, na verdade, é o que torna o Bitcoin confiável e seguro.

Para que um bloco de transações seja adicionado à cadeia de bloqueio Bitcoin, ele deve ser verificado pela maioria dos portadores do Bitcoin.

Além disso, os códigos exclusivos usados para reconhecer as carteiras e transações dos usuários devem estar de acordo com o padrão de criptografia correto.

Estes códigos são números longos e aleatórios, tornando difícil a aplicação de uma fraude ou de golpe.

De fato, um fraudador que adivinha o código chave de sua carteira Bitcoin tem aproximadamente as mesmas chances de alguém ganhar na Mega-Sena.

Este nível de códigos estatísticos de verificação do blockchain  aleatório, que são necessários para cada transação, reduz muito o risco de qualquer pessoa poder fazer transações fraudulentas com Bitcoin.

Por que o bitcoin tem valor?

Agora que já descobrimos o que é bitcoin, como ele funciona e se é realmente confiável, vamos falar sobre o seu valor.

Em resumo, o Bitcoin tem valor porque as pessoas acreditam que ele possui valor, afirmou Bryan Routledge, professor de finanças da Tepper School of Business da Universidade Carnegie Mellon.

Sendo assim, as pessoas acreditam que Bitcoin um dia valerá mais do que vale hoje, o que aumenta sua demanda por ele, e seu valor continua a crescer, semelhante a situação do ouro.

Além disso, a moeda só é utilizável se for uma reserva de valor, ou seja, se puder ser contada de forma confiável para manter oseu valor relativo ao longo do tempo e sem depreciar.

Em muitas sociedades ao longo da história, mercadorias ou metais preciosos foram utilizados como meios de pagamento porque foram vistos como algo de valor relativamente estável.

Em resumo, o que dá valor monetário é a confiança. Essencialmente, o dinheiro é uma ferramenta utilizada para a troca de valor.

Qualquer objeto pode ser usado como dinheiro, desde que a comunidade local o aceite como pagamento por bens e serviços, é o que ocorre atualmente com o Bitcoin.

O bitcoin pode ser usado em qualquer lugar?

Bitcoin pode ser usado em qualquer lugar?
Fonte: Pixabay

Além da dúvida sobre o que é bitcoin, muitas pessoas se perguntam se a criptomoeda pode ser utilizada em qualquer lugar.

Não são todos os lugares que aceitam bitcoins como meio de pagamento, mas atualmente vários locais já estão aceitando.

Veja abaixo alguns locais que aceitam o pagamento com bitcoin:

  • Agências de viagens;
  • Companhia aéreas;
  • Lojas virtuais;
  • Praça de alimentação;
  • Lojas de roupas;
  • ONGs.

Entretanto, antes de efetuar a sua compra nos estabelecimentos, é importante perguntar se a criptomoeda é aceita ou não.

Isso deverá evitar possíveis problemas para finalizar a compra do produto ou serviço desejado.

Vantagens e desvantagens de investir em bitcoin

Você já entendeu um pouco mais sobre o que é bitcoin e como a criptomoeda funciona, vamos falar agora sobre as suas principais vantagens e desvantagens.

Vantagens do Bitcoin

Embora o Bitcoin tenha sido criado em 2009, ainda é considerado um tipo relativamente novo de moeda, que vem com muita desinformação.

Desse modo, aprender sobre os benefícios do Bitcoin pode ajudá-lo a decidir se ela é uma boa oportunidade de investimento para você.

1. Acessibilidade e Liquidez

Uma das maiores vantagens da moeda criptográfica é que ela muitas vezes não vê fronteiras, e o Bitcoin não é exceção.

Um grande benefício do Bitcoin é que ela é uma moeda muito acessível e versátil.

Como leva apenas alguns minutos para transferir bitcoins para outro usuário, ela pode ser usada para comprar bens e serviços da lista sempre crescente de locais que a aceitam.

Isto torna mais fácil gastar dinheiro em outro país e trocar por outras moedas, com a vantagem de ter pouco ou nenhum custo aplicado.

Além disso, os bitcoins também podem ser facilmente vendidos a qualquer momento.

2. Anonimato e transparência do usuário

Embora não completamente anônimos, os usuários de Bitcoin são identificados por códigos numéricos e podem ter múltiplas chaves públicas.

Isto garante que não haja rastreamento público, e as transações não podem ser rastreadas até o usuário.

Apesar das transações serem permanentemente visíveis, o que lhe dá transparência, elas ainda são mantidas a salvo de fraudes devido à tecnologia blockchain.

Além disso, somente você, como proprietário da carteira, poderia saber quantos bitcoins você tem.

Para maior segurança e anonimato, mesmo que o endereço de sua carteira se tornasse público, você poderia gerar um novo endereço de carteira para manter suas informações seguras.

3. Independência da Autoridade Central

Bitcoin é uma moeda descentralizada, o que significa que não é regulamentada por um único governo ou banco central.

Isto significa que nenhuma autoridade tem o direito de congelar e exigir suas moedas.

Também não há uma maneira viável de implementar um imposto para o Bitcoin.

Teoricamente, isto dá aos usuários autonomia e controle sobre seu dinheiro, porque o preço não está ligado a políticas governamentais.

E geralmente, os usuários de moedas criptográficas vêem isso como uma das principais vantagens do Bitcoin.

4. Alto Potencial de Retorno

Os preços do bitcoin podem ser altamente voláteis, mudando drasticamente mensalmente e até mesmo diariamente.

Por exemplo, em março de 2017, o preço do Bitcoin foi fixado em $975,70, e em questão de meses ele subiu para $20.089 em dezembro.

Alguns anos mais tarde, o preço do Bitcoin atingiu o máximo histórico de US$ 64.000 em abril de 2021.

Isto mostra que, embora haja uma alta volatilidade nos preços, os usuários de moedas criptográficas podem ver isto como um dos benefícios do Bitcoin, pois pode resultar em um alto potencial de retorno.

E, com um número crescente de usuários acreditando que a Bitcoin é uma moeda global promissora, muitos investidores e empresas decidiram adotá-la.

Isto ajuda a aumentar o maior potencial de retorno, especialmente para aqueles que a compraram a um preço mais baixo.

Desvantagens do Bitcoin

Mercado de criptomoedas
Fonte: Pixabay

Apesar do seu rápido crescimento e de um número crescente de usuários, há algumas desvantagens do Bitcoin a considerar.

Especialmente se você estiver se perguntando: “Vale a pena investir em Bitcoin?’.’

Como em muitas decisões financeiras, quanto mais você sabe, mais informada é a decisão que você pode tomar sobre se vale a pena investir e sobre o que é Bitcoin.

1. Volatilidade

Quando a Bitcoin foi criada pela Satoshi Nakamoto, foi estabelecido um limite de 21 milhões de bitcoins que poderiam existir, o que significa que ela é absolutamente escassa.

Sendo assim, esta escassez é o que torna a criptomoeda tão valiosa, mas também o que faz com que seus preços variem drasticamente, o que pode ser visto como uma das desvantagens do Bitcoin.

Outra razão para esta volatilidade de preços é o fato de não ser apoiada por uma mercadoria física, como o papel-moeda, que pode ser impressa quando há mais demanda.

Esta rápida oscilação nos preços pode torná-lo um investimento arriscado, e causar confusão devido à contínua mudança nos preços de bens e serviços utilizando Bitcoin.

2. Nenhuma regulamentação governamental

Claro, uma moeda descentralizada pode ser vista como um dos benefícios da moeda criptográfica, mas também pode ser considerada uma desvantagem, já que significa que investir no Bitcoin não é regulamentado.

Ao contrário de uma moeda que é regulada por um banco central, as transações em Bitcoin não vêm com proteção legal e normalmente não são reversíveis, o que as torna suscetíveis a golpes.

Outro problema com a descentralização da criptomoeda é que não há garantia de uma valorização mínima.

Portanto, se um grande grupo de investidores decidir parar de usar as bitcoins e vendê-las, o valor da bitcoin diminuiria muito e afetaria os usuários com uma grande quantidade da moeda criptográfica.

3. Irreversível

Como as transações Bitcoin são anônimas e não regulamentadas, outra desvantagem é a falta de segurança.

As transações feitas são irreversíveis e finais, portanto nada pode ser feito se a quantia errada for enviada ou se for enviada para o destinatário errado.

Além disso, há um risco de perda, pois muitos usuários de Bitcoin optam por manter suas bitcoins em uma carteira de moeda criptográfica, o que os coloca em risco de perder seus investimentos se perderem o acesso a sua chave privada.

No caso de um vírus ou de uma falha nos registros ou mesmo na carteira, seus fundos podem se tornar inacessíveis ou desaparecer completamente em questão de minutos.

4. Uso limitado

Mesmo havendo um número crescente de empresas que aceitam Bitcoin, como a Microsoft e algumas franquias da Subway, ainda não é amplamente aceito.

Isto coloca um limite de onde você pode gastar seu dinheiro, ao contrário de usar um cartão de crédito ou débito, por exemplo.

Como investir em bitcoin?

Por fim, vamos dar algumas dicas sobre como você pode investir em bitcoins.

Para isso, separamos alguns passos bem simples que te ensinarão como comprar criptomoedas, veja:

  1. Decida onde comprar bitcoin: As trocas de moedas criptográficas como Coinbase e alguns corretores tradicionais como a Foxbit podem fazer com que você comece a investir em bitcoin de forma prática.
  2. Pense em como armazenar sua moeda criptográfica: Você vai manter sua moeda em uma carteira quente ou em uma carteira fria?
  3. Faça sua compra: Descubra o quanto você quer investir em bitcoin.
  4. Gerencie o seu investimento: Determine o seu plano a longo prazo para este ativo.

Gostou do nosso artigo sobre o que é bitcoin e como funciona? Então aproveite e compartilhe com os seus familiares e amigos que se interessam pelo assunto!

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

 

Gostou do nosso artigo sobre o que é bitcoin e como funciona? Então aproveite e compartilhe com os seus familiares e amigos que se interessam pelo assunto!

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

 

Postagens relacionadas