Financiamento ou Consórcio?

Financiamento ou consórcio? Na verdade o mais indicado é um bom planejamento, ter paciência e avaliar se você realmente precisa comprar aquilo através do financiamento ou consórcio. Para ambos, terá que pagar taxas que tornam o bem mais caro do que se você fosse comprar à vista, mas quando se trata de um bem com o valor alto, poucas pessoas têm o dinheiro em mãos para pagar à vista e acabam recorrendo a um consórcio ou financiamento.

A princípio, financiamento, é um método de compra a longo prazo e funciona como uma espécie de empréstimo que exige um valor mínimo de entrada, podendo se tornar ema desvantagem no caso de automóveis. Do mesmo modo, o banco escolhido para o financiamento paga ao vendedor o valor à vista e então, automaticamente, a sua dívida passa a ser com o banco, que te cobra parcelas mensais com juros embutidos nelas.

Assim que o crédito é aprovado e a transação concluída, você pode usufruir daquele bem. No entanto, ele fica, via de regra, alienado fiduciariamente. Na prática, isso significa que ele está preso à instituição que concedeu o crédito até o fim do pagamento das parcelas. Nesse momento, portanto, ele ainda não é 100% seu.

Para vendê-lo, por exemplo, você precisa da autorização do banco, que passará a dívida para o novo comprador. Ele poderá pagá-la à vista ou assumindo as parcelas.

 

Vantagens do financiamento:

financiamento
@pexels
  • Prazos mais longos de até 35 anos, quando se trata de financiamento imobiliário e até 5 anos para financiamento de veículos;
  • Taxas baixas, especialmente tempos de Selic na mínima histórica;
  • Também é possível contratar uma parcela que caiba no orçamento;
  • Indicado para quem quer receber o bem de imediato.

Desvantagens do financiamento:

financiamento
@pexels
  • Endividamento de longo prazo;
  • Exige valor mínimo de entrada (no caso de imóveis);
  • Juros que tornam o bem mais caro ao final do prazo;
  • Condições exigidas pelo credor, como abertura de conta, etc;
  • CET (Custo Efetivo Total) com tarifas e taxas extras.

Acima de tudo, o consórcio, que também é um investimento a médio ou longo prazo, oferece a contemplação por sorteio, que pode acontecer tanto no primeiro como no último mês de existência do grupo. Assim, se você não tem pressa, basta pagar as mensalidades e esperar. Caso queira agilizar o recebimento da carta de crédito, basta antecipar algumas parcelas ou, realizar lances para obter vantagens nos sorteios.

 

Mas afinal, como funciona? – Financiamento X Consórcio

financiamento
@pexels

Em primeiro lugar, a partir do momento que você decide pelo consórcio, você deverá encontrar uma instituição que administre toda a operação. Segundo a Associação Brasileira de Consórcios (ABAC), atualmente, existem mais de 100 empresas no Brasil. Se a instituição não estiver presente na lista, melhor procurar outra. Isso porque consórcios com entidades não cadastradas dificultam a reclamação por seus direitos em caso de problemas.

Antes de participar de uma operação desse tipo, certifique-se de que você está firmando contrato com uma marca séria, que vai assumir os compromissos e agir com confiança e transparência. Para isso, é importante que você verifique o histórico da entidade para saber se ela acumula queixas em órgãos de defesa do consumidor e em sites como o consumidor.gov e ReclameAQUI, destinados a apresentar e intermediar reclamações e problemas.

Observação: todo o sistema do consórcio é prescrito pela Lei 11.795 e supervisionado pelo Banco Central.

 

Possui taxas?

financiamento
@pexels

Sobretudo, após fazer a escolha, é feito um contrato entre o consorciado e a instituição administradora. É importante ler as cláusulas do documento com atenção (consulte um advogado, se for necessário), já que elas descrevem os seus direitos e deveres no consórcio. Nelas, também estarão informados os valores a serem pagos e recebidos. Por isso, não deixe passar nada despercebido.

O pagamento deve ser realizado todos os meses, respeitando os critérios previstos no contrato. Em geral, ele é constituído por quatro fatores:

  • Fundo comum
  • Taxa de administração
  • Seguro
  • Fundo de reserva

Vale destacar que, além do pagamento mensal, é possível pagar parcelas adicionais, a fim de antecipar investimentos. Existe também a possibilidade de dar lances, que explicaremos mais à frente.

Outro ponto importante que você deve levar em consideração é a falta de pagamento. Quando um consorciado inadimplente é sorteado, um número mais próximo é premiado em seu lugar. As cláusulas do contrato apresentam regras claras quanto à exclusão de um integrante por causa da inadimplência, assim somo sobre o tempo limite para normalizar essa situação.

Também é comum que existam multas para quem não paga as parcelas em dia. Certifique-se de conhecer bem os critérios do consórcio que pretende participar e, em caso de imprevistos, fale com um representante da sua administradora e pergunte sobre o que pode ser feito em situações extremas.

Contemplação

financiamento
@pexels

A contemplação é o momento mais aguardado pelos integrantes, afinal é nessa hora em que  eles recebem o que tanto desejam. Existem duas formas de ser contemplado: sorteio ou lance. Nunca acredite em administradoras golpistas que prometem cotas com garantia de conseguir a contemplação em determinada data.

Tanto o sorteio quanto a abertura dos lances são feitos todo mês, em assembleias. Do mesmo modo, durante esse evento, é necessário que haja representantes dos consorciados para comprovar a idoneidade do processo. Algumas instituições também transmite as assembleias ao vivo.

Geralmente nesses eventos, são concedidos pelo menos, dois bens: um pelo sorteio e outro pelo lance. Porém, pode ser que sejam contempladas mais pessoas. Da mesma forma, isso vai depender essencialmente do valor presente no Fundo Comum. Tanto quanto, grupos maiores podem ter fundos com grandes quantias e podem fazer mais entregas mensais.

Sorteio

Todo consorciado que pagar as suas mensalidades em dia pode ser sorteado (normalmente, por meio de um sorteio com bolas numeradas) para receber o seu bem ou serviço em instantes. Ou seja, todos têm a mesma probabilidade de vencer.

Lances

Servem para antecipar a contemplação e é composto por um pagamento a mais, além da parcela mensal. Os lances são anotados com antecedência, para que todos eles se mantenham em sigilo e não seja possível mudá-los durante as assembleias. Porém, dependendo da administradora escolhida, existem modificações nos critérios de definição dos valores de lance. Portanto, converse com um representante para conhecer as particularidades do seu plano.

Diante dessas informações, reflita: que alternativa acha mais razoável? Será financiamento ou consórcio?

Para saber mais sobre finanças leia nossas outras matérias.

Empréstimo ou Financiamento? Qual compensa mais?

Empréstimo e financiamento, ao preferir comprar um bem ou serviço de valor elevado, um dos critérios fundamentais é a escolha da forma de pagamento. Para ajudar na aquisição, é comum considerar alternativas como consórcio ou financiamento.

Você sabe qual é o mais vantajoso? Trata-se de uma pergunta comum, mas, para respondê-la, é necessário compreender como essas duas modalidades de crédito funcionam na prática, bem como os pontos positivos e negativos de cada uma.

Pensando nesses questionamentos, elaboramos este post comparativo sobre essas duas formas de conseguir dinheiro. Acompanhe a leitura e descubra como escolher entre empréstimo ou financiamento.

 

Que diferenças há entre os dois?

financiamento
@PEXELS

Em primeiro lugar, é importante saber quais são as semelhanças que existem entre o financiamento e o empréstimo. Pois, nos dois tipos de operação há um contrato no qual o banco lhe empresta uma certa quantidade de dinheiro e você se compromete a paga-la em um período de tempo e com os encargos acordados. Os encargos incluem principalmente os juros, e também podem aparecer IOF e tarifas adicionais.

A principal diferença entre um empréstimo e um financiamento é a destinação do dinheiro. No empréstimo, você solicita uma quantidade de dinheiro para usar como quiser, na maioria dos casos, não é necessário informar qual o motivo. Por isso também é chamado muitas vezes de empréstimo pessoal. Já no financiamento, você deverá usar o dinheiro com uma finalidade específica, como pode ser a compra de um veículo ou de um imóvel. O empréstimo pessoal é geralmente pedido para pagar contas, fazer investimentos em negócios, realizar viagens, dentre outros.

Qual é mais conveniente?

financiamento
@pexels

Pois aparentemente ambos são bem parecidos. Mas o que você precisa ter claro em sua mente é a finalidade que você irá ter com esse dinheiro, para que você posa escolher entre um ou outro. Por exemplo, se precisar de dinheiro para quitar alguma dívida, não terá outra opção senão recorrer a um empréstimo pessoal, é lógico. Desta forma, se você quiser comprar um imóvel, dificilmente poderá pedir um empréstimo pessoal, pois em geral, os bancos dão emprestadas quantias não muito elevadas. Sendo assim, o financiamento de imóvel pode ser a melhor opção. Além do mais, você terá as seguintes vantagens com o financiamento de um imóvel comercial ou de um veículo:

  • O dinheiro é liberado com mais rapidez, uma vez que é comprovada a finalidade do empréstimo.
  • As taxas de juros ficam mais baixas, já que o banco costuma contar com o próprio bem financiado como garantia caso você se atrase com o pagamento das parcelas.
  • Os prazos de pagamento são bem longos, chegando a mais de 20 ou 30 anos no caso de financiamento de imóveis.

Certos casos em que você pode duvidar se será conveniente escolher um financiamento ou uma linha de empréstimo.

financiamento
@pexels

Por exemplo, vamos supor que você quer comprar um carro novo ou usado. Qual será mais conveniente? O financiamento para veículos (neste caso para carro) ou pedir um empréstimo pessoal e com esse dinheiro comprar o carro? Para saber qual escolha fazer, você deverá conferir em cada caso qual é o valor do CET: os encargos e as taxas de juros.

A maioria das vezes, será mais conveniente fazer diretamente o financiamento de veículo, uma vez que você já escolhe, desde o começo, a marca, o modelo, e as condições ficam pactuadas com o banco ou financeira. Além do mais, é mais provável que as taxas de juros sejam mais baixas do que com os empréstimos pessoais. Porém, existem opções de empréstimo que podem lhe dar um grande montante de dinheiro e com taxas de juros baixas.

Veja quais são esses tipos de empréstimo:

  1. Empréstimo Consignado. O empréstimo consignado pode ser muito útil se você é trabalhador com carteira assinada, aposentado ou pensionista. O importante é ter sua renda comprovada e usar ela como fonte direta de pagamento. Dessa forma, o banco se certifica de que você poderá pagar o empréstimo, e lhe oferece taxas de juros mais baixas e uma quantidade de dinheiro maior conforme o prazo.
  2. Empréstimo com Garantia de Imóvel. É também conhecido como refinanciamento de imóvel e é provavelmente uma das melhores opções para você que está querendo uma grande quantidade de dinheiro. Seu imóvel residencial (e por vezes pode ser comercial também) é usado como garantia e assim você obtém taxas de juros menores. Além do mais, o limite pode ser mais alto, já que você poderá pedir até 80% do valor total de seu imóvel. Assim, se você tiver uma casa ou apartamento avaliado em R$ 150 mil, poderá pedir até R$ 120 mil, o que pode ser mais que útil para a compra de um automóvel novo.
  3. Empréstimo com Garantia de Automóvel. Outra maneira comum no mercado de obter um maior montante emprestado e com taxas de juros baixas, é colocar seu veículo como garantia. Até 70% do valor dele pode ser usado para o que você quiser. A compra de outro veículo, por exemplo.

Para te ajudar ainda mais na hora de tomar uma decisão, iremos te dar mais 3 pontos para você entender por vez a diferenças entre empréstimo e financiamento. Com isso, você poderá escolher a melhor opção para sua necessidade.

 

1 – Finalidade: Financiamento X Empréstimo

Essa é na verdade a grande diferença, pois o financiamento é um tipo de empréstimo, mas que tem uma finalidade específica e será usado para um objetivo já definido e alinhado com o banco. Diferente do empréstimo pessoal que você não precisa avisar o banco, mas isso não significa que você não saiba para o que vai usar. No caso do financiamento, o valor emprestado é exatamente o que você vai pagar no imóvel ou no veículo.

 

2 – Praticidade: Financiamento X Empréstimo

Por conta da finalidade, o financiamento é mais burocrático. Você precisa comprovar como vai gastar o dinheiro. Então, existe uma série de papeladas a ser entregue e pode demorar um pouco mais. Com isso, o empréstimo pessoal se torna mais prático.

 

3 – Juros: Financiamento X Empréstimo

Esse é o ponto que favorece bastante o financiamento, e o que justifica toda burocracia. Por ter um objetivo certo, as taxas de juros são reduzidas nos financiamentos, comparado com empréstimo pessoal de igual valor.

Depois de ler todas essas informações, você já consegue definir qual é a melhor modalidade de crédito para as suas necessidades? Como vimos, escolher entre o empréstimo ou financiamento requer muitas observações, mas esse tempo perdido te dará a certeza de que fez o melhor para as suas finanças.

Salas VIP: Aprenda como ter acesso liberado no mundo todo

Um dos principais lazeres é você viajar, mas sabia que dentro dos aeroportos existem salas VIP para você desfrutar de uma bela experiência. Sabia que isso é possível para você?

As salas VIP ou lounges foram criadas para oferecer uma comodidade e conforto aos passageiros frequentes das companhias aéreas, em seu inicio era destinado somente aos clientes de classe executiva ou primeira classe. Mas com o passar do tempo, as maneiras de acesso aos louges foram sendo ampliadas para outros clientes, através de serviços como programas de fidelidade, cartão de credito com alta renda e até mesmo a pessoas que opta por pagar para desfrutar da experiência.

 

O que se encontrar em um louge VIP

salas vip
@pexels

Existem diversas variações mundo a fora, tanto em qualidade quanto nos tipos de serviços disponibilizados nos aeroportos. Há salas que são exclusivas e de maior dificuldade para ser acessada, já outras trabalham com serviços mais simples e funcionais. Em caso de duvidas sempre opte pela sala que for conveniente para a sua viagem, pois o seu conforto é essencial.

Em grande maioria os lounges vão ofertar opções de lanches, bebidas que são servidos à vontade. As refeições variam de doces, pães, biscoitos, sanduiches, pães de queijo, frutas, saladas e sobremesas. Em grande maioria é disponibilizado nos lounges uma grande variedade de bebidas, indo desde sucos a bebidas alcoólicas, como vinho, espumantes, cervejas e whisky. Quanto melhor a sala, maior será sua variedade.

Outro item dos lounges é o espaço, são mais confortáveis que os saguões dos aeroportos, pois é disponibilizado sofás, mesas, cadeiras, tomadas e até banheiros com a possibilidade de tomar banho a também a possibilidade de usufruir de um espaço de descanso com cama, ideal para viagens longas.

 

Como acessar as salas VIP – Cartões de Crédito

salas vip
@pexels

A maneira mais acessível de acessar os lounges é através dos cartões de credito que oferecem esse serviço pelos programas Diners Club, Priority Pass, Dragon Pass ou LoungeKey. As entradas podem ser ilimitadas ou com uma limitação para o ano, essas politicas vão de acordo com o cartão que você trabalha.

 

Como acessar as salas VIP – Programas de Fidelidade de Companhias Aéreas

salas vip
@pexels

O beneficio de acesso ao lounges é valido para os passageiros frequentes e que possuem um bom status nos programas de fidelidade das companhias aéreas, tanto internacionais como as nacionais. A diferença é que o status do acesso ao lounges VIP pode liberar o acesso para as companhias que trabalham com a mesma aliança, ou que são parceiras.

Dentro do Brasil a GOL Linhas Aéreas oferece as salas VIP GOL Premium lounges nos aeroportos Rio Galeão e GRU Airport para os clientes Smiles Ouro e Diamente.

A companhia aérea azul oferta o acesso ao Louge Azul para clientes do seu programa TudoAzul Diamante.

Já a Latam oferta o lounge VIP para os clientes com Latam Pass Platinum Black para viajantes em voos nacionais.

Acesso Ilimitado

salas vip
@pexels

Dentre as melhores formas de se entrar nos lounges VIP, é através do seu cartão de credito, sim, com o seu cartão de credito você pode desfrutar de experiências únicas que manterá na sua memória por muitos anos.

Cartões de Credito com Lounge ilimitado

salas vip
@pexels

Nos dias de hoje dentro do Brasil, cerca de dez cartões de crédito oferecem acesso gratuito e ilimitado as Salas VIP.

O Banco do Brasil oferece o Altus Visa Infinite, que é exclusivo para os usuários do Private Bank. O acesso é gratuito e pode ser adicionado convidados.

Bradesco Aeternum Visa Infinite, oferta acesso ilimitado ao lounge com a possibilidade de ter 12 acessos gratuitos de convidados por ano. Para ter acesso é necessário ter uma renda mínima de 50 mil reais e ser cliente prime ou Private.

Para os cartões Santander Unlimited Visa Infinite ou Mastercard Black, precisam ter uma renda mínima de 40 mil reais e ser cliente Select ou Private.

O banco Itaú oferece até 6 entradas gratuitas para os clientes Itaú Private Visa Infinite, que é exigido uma renda mínima de 30 mil reais e aportes de investimento no banco.

Para clientes de menor renda mensal, os bancos ofertam a possibilidade de acesso aos lounges, porém, com algumas limitações.

Os clientes do Banco digital C6 Bank que utiliza o cartão Carbon Mastercard Black, oferece até 4 acessos gratuitos ao lounge por ano, este cartão tem um diferencial de não exigir a renda mínima mensal para desfrutar do serviço.

O cartão Itaú Personnalité Visa Infinite oferece o acesso ilimitado ao lounge VIP da Latam Airlines para o passageiro e um acompanhante sem nenhum custo adicional, desde que esteja utilizando o voo da companhia. Para o acesso é necessário ter a renda mensal de 20 mil reais.

Outros Cartões com acesso as salas VIP

salas vip
@pexels

O Mastercard Platinum oferece acesso a um louge VIP para voos nacionais e internacionais nos aeroportos do de Guarulhos em São Paulo e aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro. Para ter esse acesso a renda mínima é de 7 mil reais.

O itaucard TudoAzul Mastercard que é disponibilizado junto a companhia aérea Azul oferta acesso a sala vip no aeroporto de Viracopos localizado na cidade de campinas, para clientes com a renda à partir de 5 mil reais.

Já o banco BRB oferece acessos aos lounges do aeroporto de Brasília disponibilizando o acesso para os clientes com rendas a partir de 5 mil reais.

Não é somente clientes de alto padrão que podem utilizar de serviços exclusivos, você também pode, e o conhecimento é a chave para poder usufruir das experiências.

As melhores maneiras de você usufruir da experiência das salas VIP é conhecendo o seu cartão de credito, faça contato com o gerente do seu banco e verifique todos os serviços que são disponibilizados a você junto ao seu pacote do cartão de crédito, busque ser um cliente único, utilize seu cartão de crédito com alta frequência, assim fará com que você ganhe pontos junto a operadora e faça investimentos pelo banco que conveniado pelo seu cartão de credito; com isso as suas possibilidades de receber serviços exclusivos vão aumentar consideravelmente.

Para ficar por dentro de mais dicas como estas leia nossas outras matérias.

Imposto De Renda: Como Declarar E Porque Fazer Isso

Imposto de renda, todo contribuinte residente no brasil que acumula uma renda acima de R$ 28.559,70 deve anualmente realizar a prestação de contas junto a Receita Federal durante os meses de março e abril.

Dentro do processo de declaração existem muitas duvidas da forma que deve ser feita a declaração de imposto de renda.

Para evitar problemas junto a receita federal, vamos repassar algumas informações importantes que devem ser levadas em conta no ato da declaração.

O processo para realizar a declaração do IR é simples, o sistema disponibilizado pela receita Federal é feito de forma clara para não ter erros. Porém, ao inserir os dados deve ter muito cuidado para evitar cair na malha fina.

Passo a passo

imposto de renda
@pexels
  • Organize todos os documentos necessários, antes de iniciar a sua declaração de IR, você deve organizar documentos que serão importantes para o preenchimento.
  •  Documentos pessoais: RG, CPF, Comprovante de endereço e Título de eleitor;
  • Uma Cópia do Imposto de Renda do ano anterior.
  • CPF de dependentes legais, inclusive crianças
  • Informe de rendimento: documentos recebidos de fontes empregatícias, cujo realiza pagamento de salário e instituições bancarias.
  • Cópia de recibos e notas fiscais emitidas (autônomos)
  • Aposentados pelo INSS devem apresentar o extrato, emitido através do portal Meu Inss, ou retirar junto das agências.
  • Informe de rendimento de Previdência privada.
  • Moradores de residência de aluguel, deve apresentar os recibos.
  • Compra e venda de bens materiais
  • Informe de rendimento ou recibos para procedimentos médicos ou odontológicos.
  • Gastos com educação, apresentar comprovantes.
  • Trabalhador registrado deve apresentar documentos em caso de rescisão contratual.
  • Faça o download do programa do Imposto de renda dentro do portal da Receita Federal
  • Defina o tipo de declaração, após acessar o programa, é o momento de começar o preenchimento. Escolha uma das opções disponíveis
  • Criar Nova Declaração
  • Importar Dados do IRPF anterior
  • Importar Declaração Pré-Preenchida

 

Após definir o tipo de declaração, você deve preencher ou atualizar o campo com seus dados pessoais, após inserir o seu CPF, titulo de eleitor e nome completo, você vai inserir as despesas do ano anterior.

Inserindo as despesas do ano anterior

imposto de renda
@pexels
  • Você deve escolher entre a declaração simplificada ou completa, o programa do IR vai sugerir a você o mais adequado para o seu caso, porém, é melhor definir com antecedência a opção mais adequada para o seu caso.
  • Preencha os campos seguintes, as informações devem ser informadas são elas:
  •  Dados pessoais: comece o preenchimento com os dados principais, caso não tenha feito o processo nos anos anteriores.
  • Crie a lista de dependentes, será necessário listar todos os seus dependentes. Em caso de pagamento de pensão alimentícia deverá ser informado.
  • Recebimentos Tributáveis, é todo aquele valor que recebeu da empresa no qual presta serviços, inclusive deverá ser declarado benefícios, e decimo terceiro.
  • Rendimentos isentos e Não tributáveis: neste item irá entrar os itens como rendimento de poupança, indenização, seguro desemprego, bolsas de estudo.
  • Pagamento e doenças, neste item deverá ser incluso honorários de advogados, pagamentos de prestadores de serviço de saúde.
  • Faça sempre uma revisão para não ter erros, se chegar a enviar a declaração com erro, faça imediatamente a correção dentro do portal do IR clicando na declaração com erro e efetivar as alterações e enviar.

Após finalizar o processo, você deverá informar os dados bancários solicitados para poder receber sua restituição, caso seu caso se aplique.

 

Como retificar a declaração de IR

imposto de renda
@pexels

Erros no preenchimento ou o esquecimento de dados são erros comuns durante a declaração de imposto de renda, devido isso, a Receita Federal, permite que seja realizada a retificação das informações prestadas em seu portal. Para realizar o processo basta entrar no programa do IR e selecionar a opção “Declaração Retificadora”, em sequencia deve escolher a declaração a ser corrigida e prosseguir com o preenchimento correto. Segundo a Receita Federal, a declaração Retificadora tem a mesma utilidade da Declaração Comum a substituindo por completa. Então certifique-se de os dados estão preenchidos corretamente para evitar transtornos.

Em caso de não declaração do imposto de renda, o cidadão brasileiro, que ultrapasse o recebimento mínimo estipulado pela Receita Federal poderá sofrer ações cíveis e criminais.

Como consequência de não declaração, o cidadão poderá pagar uma multa, é de extrema importância ter em mente que em caso de não declaração dos impostos em algum momento você terá de se acertar com o fisco nacional.

Consequências em caso de não declaração do Imposto de Renda.

imposto de renda
#pexels

– Processo: Como se não bastasse não realizar a declaração, você também poderá sofrer um processo de sonegação fiscal, em caso de condenação a sua prisão é decretada podendo variar de 2 a 5 anos de reclusão. Antes de sonegar impostos pense nos custos que teria de desembolsar com advogados.

– Bloqueios: é fundamental imaginar o enorme problema que você terá em decorrência do bloqueio do seu CPF. Se optar por uma viagem internacional, terá problemas para emitir o passaporte. Se prestar um concurso publico e passar, terá de se explicar antes da posse da vaga. Quando se tem o CPF bloqueado devido sonegação fiscal, você fica impossibilitado de abrir conta em um banco e muito menos realizar investimentos.

– Dados ao perfil de crédito: Atualmente o sistema financeiro nacional trabalha com a construção de perfis de credito aos cidadãos brasileiros. Ao ter o CPF bloqueado pela Receita Federal, automaticamente a pessoa passa a ter o seu perfil de credito colocado em risco.

Para reconstruir o seu perfil irá levar algum tempo, implicando na vida do cidadão, com muitas dificuldades para prosseguir com compras.

Durante todo esse processo a palavra que mais vai ouvir será o “não”, ao buscar serviços bancários como um empréstimo ou financiamento seja de automóvel ou residência, os bancos vão negar automaticamente devido ao seu problema junto ao fisco.

É importante ressaltar que, além dos itens listados anteriormente, você também poderá perder muito tempo para regularizar a sua vida junto ao fisco brasileiro.

Se você não quer ter complicações no território brasileiro, faça a sua declaração de IR anualmente e evite maiores complicações.

Renda, Tenha Mais De Uma

Pode ser que você esteja precisando de uma segunda fonte de renda. Você já passou por algum momento de desespero em sua vida financeira onde as suas contas insistem em não fechar e você tentou economizar de todas as formas?

Essa também pode ser uma alternativa para quem está precisando ganhar um dinheiro extra e ampliar as receitas dentro de casa. Mas será que é possível ter uma segunda fonte de renda trabalhando fora de casa durante a semana?

Muitos críticos das reformas trabalhistas falam em “precarização do trabalho”, um discurso que está mais ou menos alinhado com algo que vem repercutindo bastante mundo afora e, em particular, nas economias desenvolvidas, que é a chamada gig economy. A gig economy é uma economia em que uma parte significativa das relações de trabalho existe de forma pontual e efêmera, apenas enquanto aquele serviço está sendo prestado. Na falta de um nome melhor, podemos traduzir como “economia de bicos”, onde a pessoa faz uma coisinha aqui, outra ali… conforme a demanda e sem que haja, necessariamente, aquela continuidade e aquele viés de ascensão que caracteriza uma típica “carreira” profissional.

Para que você tenha um melhor entendimento, iremos falar de forma pratica sobre o assunto que pode dividir opiniões.

Você não pode estar em dois lugares ao mesmo tempo, e nem fazer a mesma coisa ao mesmo tempo.

renda
@pexels

Se você tem um emprego ou tem algum empreendimento tradicional no meio presencial, a sua renda extra deve ser no meio digital (internet) devido a questão lógica de horário e perspectiva de ganhos consideráveis.

Se você já trabalha no meio digital, você já tem a opção de buscar a outra fonte de renda pelo meio presencial ou pelo meio digital mesmo.

Busque uma renda extra cujo ganho financeiro seja tão grande quanto, o da sua renda principal.

Lembre-se que você não está buscando uns trocados, e sim ter uma fonte de renda extra tão grande quanto a sua renda principal.

Se você já trabalha no meio presencial, a sua renda extra no meio digital pode ser no mesmo nicho de atuação do meio presencial, pois vai te poupar tempo de aprendizado do tema abordado, que você pode redirecionar para o aprendizado técnico do marketing digital.

Sugiro que você comece pelo mercado de afiliados, e depois que estiver rentabilizando entre no mercado de produtores.

 

CUIDADO: Você pode se surpreender com a perspectiva de ganhos financeiros, e perder o foco.

renda
@pexels

Se você já trabalha no meio digital, e quer buscar fonte de renda extra no meio presencial, você tem duas possibilidades para escalar uma renda satisfatória.

 

  • 1- Você pode entrar em um curso técnico ou de uma graduação de uma área, a qual você precisa estudar antes a demanda do mercado para não perder tempo e energia. E vai escalonando na área pretendida ao longo do tempo.
  • 2- Entrar em algum cargo público que exige tempo de estudo e diversas tentativas de provas, mas que tem um bom retorno financeiro e uma certa estabilidade.

Seja lá qual for a opção que você venha a ter, eu sugiro que a sua fonte de renda extra seja algo que você tenha prazer de trabalhar ou que ao menos tenha um domínio no que escolheu, pois, fazer algo que você tenha total domínio dá um certo prazer pelo fato de ter uma segurança do que faz.

Caso você venha a buscar outra fonte de renda pelo meio digital que você já trabalha, o ideal é escalonar em um outro nicho de atuação. E a sua expertise do meio digital vai lhe ajudar a montar um negócio online mais rápido, do que alguém que vem do meio presencial para o meio digital.

Confira agora algumas opções em que você pode adquirir uma segunda fonte de renda:

 

1) alugue seu imóvel ou parte dele

O aluguel é uma velha alternativa para aumentar a renda familiar, porém com a criação de plataformas como o Airbnb conseguir um hóspede ficou muito mais fácil.

Caso você não tenha uma casa para alugar, mas sim um quarto no seu próprio imóvel, saiba que você pode alugar somente ele.

Com o aluguel, a renda extra pode ser de R$36, preço da diária mínima definida pelo site, até mais de R$450 mil. Esse é o valor obtido com o aluguel de 30 dias, de uma das hospedagens mais caras do país.

2) Transporte pessoas

Com o avanço da tecnologia, surgiram novas formas de se locomover. E o Uber pode a segunda fonte de renda mais conhecida da lista.

Isso porque qualquer pessoa com uma Carteira de Habilitação e um smartphone pode se inscrever para dirigir no aplicativo.

Vale ressaltar que antes de serem aceitos como parceiros, todos os candidatos passam por uma checagem de antecedentes criminais.

  • Carro próprio ou Uber

O Uber é uma das opções para você ter como uma segunda fonte de renda

Além de uma análise individual, no qual os critérios não são revelados pela empresa. Também é preciso ter um carro fabricado a partir de 2008 com quatro portas, cinco lugares e ar-condicionado.

 

Você também pode optar pelo aluguel de carro, mas calma, provavelmente quando você leu essa frase você deve ter pensado que é para você trabalhar com aluguel de carro, né? Mas você não precisa ser muito abrangente. Por que não alugar o seu próprio carro?

Tem muita gente que só utiliza os automóveis para passeio e eles ficam a maior parte do tempo na garagem, preso, sem utilização.

Se você precisa de uma segunda fonte de renda, pode optar em alugar o seu carro, seja para pessoas ou para empresas.

4) Ofereça caronas

Gentileza gera gentileza, mas ainda pode te gerar uma renda extra, viu. Que tal você oferecer carona e tentar ganhar um dinheiro com isso. Fazer uma grana atualmente dessa forma tem sido muito comum.

Inclusive há aplicativos que se especializaram nesse tipo de oferta, para pessoas que oferecem carona e que procuram.

Isso serve muito para ocasiões específicas. Como saída de faculdade e show, bem como viagens, de pessoas que vão para o mesmo destino ou terão rota parecida.

 

5) Cuide de um cachorro

Apesar de inusitada, essa opção é bem comum atualmente, ainda mais em algumas regiões de classe média ou média alta.

As pessoas que não têm tempo para passear com os cachorros geralmente contratam pessoas para isso. E os valores para esse tipo de serviço costumam ser bem atrativos.

 

6) Alugue a sua garagem

Você tem uma garagem em casa e ela é espaçosa? Se você tem apenas um veículo ou não utiliza o espaço todo, uma ótima opção é alugar o espaço para outros automóveis.

Muita gente procura por vagas de garagem, ainda mais que os preços de estacionamento em comércio e rotativo estão cada vez mais altos.

 

7) Revenda produtos

Você tem uma boa lábia para vender – principalmente à distância? Então trabalhar com a revenda de produtos pode te dar um bom retorno financeiro. Atualmente, esta é uma boa chance que muitos brasileiros encontram para fazer renda extra.

As formas mais comuns são por meio de cosméticos e produtos importados.

Com isso, ressaltamos a importância de se ter uma segunda fonte, afim de que você não fique cem por cento dependendo de apenas uma renda. Agora conta pra gente, quantas fontes de renda você tem?

Rendimento: Inter ou Nubank? Picpay ou PagBang?

Rendimento: Inter ou Nubank? Picpay ou PagBang? Avalie onde o seu dinheiro terá maior rentabilidade.

O seu dinheiro que está parado sem nenhum rendimento mensal? Sabia que você pode ter melhores rendimentos sem precisar sair da sua casa, e mais, sem a necessidade de ir até uma corretora de investimentos.

Você deve estar se perguntando que pode colocar ele na sua poupança e ele ter bons rendimentos na sua conta.

Atualmente a poupança rende cerca de 70% da Taxa Selic, que é quase igual ao CDI. Hoje a taxa é de 2,75%. Se o seu rendimento é de 100% do CDI, o lucro equivale a 2,75% ao ano, já com a poupança você terá 70% da Taxa Selic, com um rendimento a 1,92% ao ano.

Será apresentado opções com rendimentos superiores ao da poupança e certifique-se que um valor aplicado em poupança por alguns anos poderá te trazer prejuízos ao longo dos anos, devido a inflação.

Muitas pessoas acreditam que a poupança é a forma mais pratica para se guardar dinheiro, mas isso não passa de um mito, pois existem opções que não irá precisar que fique movimentando dinheiro da conta corrente para a poupança, saiba que existem rendimentos na conta corrente.

Já outro lado do publico afirma que a conta poupança é mais segura, está uma verdade, pois ela possui a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, o FGC. Então caso tenha em sua conta até R$ 250 mil reais, o seu dinheiro estará seguro, mas, não é somente a poupança que possui a garantia do FGC, outras modelos de aplicações também são protegidas pelo FGC.

Nubank

rendimento
https://nubank.com.br

Nubank é um banco digital. Ou seja, não possui filiais físicas e toda a operação é online.

A conta corrente do Nubank denominada de NuConta, oferece uma rentabilidade a partir de 100% do CDI.

Como a NuConta permite que você movimente o valor a qualquer momento este valor se trata de “à partir”, porém, o Nubank oferece rentabilidades de até 112% do CDI, mas sem a possibilidade do saque imediato, quanto maior o prazo, maior será o lucro.

 

Segurança Nubank

O Nubank possui a opção dentro do seu aplicativo de ativar o modo do FGC, mantendo sua rentabilidade financeira, para ativar, você deve abrir o aplicativo e ir até “Opções de depósito”, e ativar o RDB.

O RDB é um tipo de fundo que é garantido pelo FGC. Ativando este método o seu dinheiro que rende 100% do CDI ficará aplicado em RDB, certificando a sua segurança.

Se optar por não ativar o RDB, o seu patrimônio será aplicado em um título público.

Banco Inter

rendimento
https://www.bancointer.com.br/

Assim como o Nubank o Banco Inter é 100% digital e também rende 100% do CDI, porém, não é na conta corrente. Então não será somente depositar o valor na conta que ele já estará rendendo.

Pra contemplar da rentabilidade de 100% do CDI, você irá investir em um CDB que é disponível pelo banco, ele oferece a liquidez imediata, isso significa que você deixa o dinheiro aplicado e retira o saldo exato da conta.

Para ativar o modo abra o seu aplicativo de vá até “Investimentos e em Renda Fixa”, localize a opção CDB Pós DI com liquidez diária, e faça o investimento. Certifique-se que é necessário de no mínimo aplicação de R$ 100,00.

Segurança Banco Inter

O Banco Inter é um banco digital e nele é garantido pelo FGC em até 250 mil reais. Ou seja, se você aproveitar a rentabilidade de 100% do CDB, é necessário saber que o dinheiro estará protegido pelo FGC. A proteção do FGC é de R $ 250 mil por CPF. Portanto, se você tiver 250.001 reais e o banco quebrar, você pode perder um real.

 

Rendimento PagBank

rendimento
https://apps.apple.com/br/app/banco-pagbank-pagseguro/id1186059012

O PagBank oferece uma rentabilidade de 100% do CDI e também 0,13% e 200%. Mas como?

O PagBank trabalha com uma conta chamada de Conta Rendeira. A rentabilidade é de 100% do CDI para um valor de até 1.500 reais. Todas aplicações ativas acima desse valor geram 5% CDI que é 5% de 2,75%. Ou mais precisamente, 0,13%.

O método de Conta Rendeira para ter lucros você deve aguar ao menos 30 dias para ter uma rentabilidade, se sacar o valor com 25 dias, não terá lucro nenhum.

Assim como o Inter, o PagBank não trabalha com conta corrente com rentabilidade, mas com um CDB de 200% do CDI em um limite de até R$ 5.000.

 

Segurança PagBank

Como todo CDB o PagBank te assegura com todas garantias do FGC para investimentos de até 250 mil reais.

Já a conta rendeira não conta com esse método. O PagBank explica que o valor investido vai para aplicações em títulos Públicos, assim como na Nubank caso opte por não ativar a opção RDB.

 

PicPay

rendimento
https://www.picpay.com/site

O PicPay é uma carteira digital, que permite que o dinheiro trabalhe para você. No seu inicio as rentabilidades chegavam até 210% do CDI, porém, atualmente este valor regrediu para 150% do CDI.

É importante se atentar a estes dados informados no paragrafo anterior, pois instituições podem aumentar a rentabilidade para 300% do CDI como pode regredir para 50% do CDI, então fique sempre atento as suas rentabilidades em caso de aplicações pela carteira digital.

 

PicPay: Rendimento 150% do CDI

O PicPay, que surgiu como uma carteira digital, hoje também permite que seu dinheiro fique trabalhando pra você. No começo, o rendimento era de 210% do CDI, e muita gente ainda tá com esse número na cabeça. Mas, hoje, a rentabilidade é de 150% do CDI. 

Aliás, vale SEMPRE ficar de olho em todos esses dados, tá? Afinal, as instituições podem mudar a rentabilidade – pra mais ou pra menos – , então é bom ver nos sites delas quais são as ofertas mais atuais.

Segurança PicPay

O PicPay não conta com a proteção do FGC, por não ser uma instituição bancaria não pode ofertar está proteção.

Assim como existe em outras instituições que não possui proteção, é obrigatoriamente a depositar o dinheiro em títulos públicos, no qual, deve ser separado de todo o patrimônio da empresa.

Mas afinal, onde investir?

Certifique-se sempre da conta que irá abrir, e do valor de aplicação. Caso trabalhe com valores de até 250 mil reais busque aplicações com proteção, já para valores menores você pode optar pela carteira digital.

 

Km De Vantagem: Como Acumular Milhas De Investimento

Antes de mais nada, iremos começar pelo princípio km de vantagens e milhas? Ultimamente vemos um crescimento significante de mercado, onde te traz muitos benefícios. No início era conhecida apenas pela possibilidade de resgatar passagens aéreas sem “pagar”, com o crescimento, atualmente falamos sobre investir em milhas, onde já temos milhares de pessoas despertando o interesse em conhecer mais sobre esse novo universo.

Mas hoje iremos falar sobre como disfrutas dessas belezuras, acredite, é possível fazer diversos tipos de compras com as milhas, até mesmo gasolina, mais conhecido como 0Km de Vantagens.

Um dos mais completos programas de fidelidade de combustíveis, e nesse post iremos falar sobre como utiliza-lo da melhor maneira para acumular ainda mais milhas.

Mas para que programas de combustíveis?

km de vantagem
@pexels

Se você tem algum veículo, sabe da importância do mesmo, afinal ele é indispensável nos dias de hoje. Entretanto, esse é um item caro, principalmente nos postos de grandes distribuidoras o que faz com que muitos clientes escolham abastecer nos chamados postos de bandeira branca.

Bandeira branca? Os mesmos são conhecidos assim por não estarem vinculados a grandes marcas do setor.  Com isso, esse movimento dos consumidores fez com que as grandes redes distribuidoras pensassem em outras saídas para atraí-los novamente. Criando então os programas de fidelidade das empresas de combustíveis.

Postos Ipiranga, uma rede conhecida por milhares de brasileiros.  Muito semelhante com os programas de companhia aéreas, ou seja, assim que você se torna um participante, você pontua sempre que adquirir algum produto ou serviço do estabelecimento, indo desde de o abastecimento até a troca de óleo, por exemplo. Com isso, cada serviço feito, você ganha mais um “km”, é assim que chamamos os pontos por aqui.

Acumulando os kms, eles podem ser trocados por descontos e alguns benefícios, entre eles, voltamos para o principio, as milhas aéreas.

 

Como participar?

km de vantagem
@pexels

Para participar é fácil, e essa você nem precisa ir nos Postos Ipiranga, te falamos por aqui. Seu cadastro deverá ser feito pelo site do programa, onde você deverá informar os seus dados, dentre eles Estado, cidade e bairro, para escolher então o seu posto favorito. Com o seu cadastro concluído, você pode já ganhar mais de 400km. Bom demais, né?!

E vamos de tutorial! Confira agora o passo a passo de como usar o Km de Vantagens:

Até aqui você já: conheceu o programa e aprendeu como participar, tenho certeza que você deve estar se perguntando como usar o Km de Vantagens e disfrutar dos benefícios desse programa. Então a gente explica. Atualmente é possível acumular pontos na plataforma de cinco maneiras diferentes.

Combustíveis Ipiranga

km de vantagem
@pexels

Sei que parece obvio, mas essa é a forma mais básica de ganhar Kms, pois esse é o principal propósito de uma rede de combustíveis. Assim, no Km de Vantagens você pode acumular entre 1 e 4 pontos por real gasto no abastecimento do seu veículo. Podendo variar de acordo com o posto e a forma de pagamento. Falamos já aqui que no seu cadastro você pode escolher o seu posto favorito, lembra?

Com isso, ao abastecer nesse estabelecimento o participante tem uma pontuação diferenciada. O mesmo vale para o pagamento. Se for usado um dos cartões co-branded Ipiranga a quantidade de kms por real é maior.

Bibi, parada na conveniência para o acumulo de km.

km de vantagem
@pexels

Aquela pausa no meio da viagem para uma refeição rápida é indispensável, não é mesmo? Com isso, a loja de conveniência também oferece pontos para os clientes do programa. E você consegue acumular pontos tanto nas lojas físicas quanto no site. E iremos ressaltar um ponto muito importante, o número de pontos acumulados por real gasto é maior do que o que se ganha abastecendo. Entretanto, o valor dos produtos adquiridos na loja é menor do que o utilizado para abastecer, com isso o programa consegue equilibrar bem o ganho em ambos casos.

Mais um cartão para a conta!

km de vantagem
@pexels

O Km de Vantagens também oferece cartões co-branded para os seus clientes do banco Itaú. Com isso, além de pontos no programa da empresa, você poderá também receber descontos e cashback. Se você não entendeu, eu te explico com mais detalhes…

Sempre que realiza uma compra com esse plástico você tem direito a uma porcentagem do valor da compra de volta. Veja quais são as opções oferecidas pelo programa.

Ipiranga Platinum

  • Com esse produto os participantes do programa podem acumular até 8 Km por real;
  • Tem direito ao upgrade para categoria Prestige e 3,5% de cashback no aplicativo Abastece Aí e 1% nas demais compras;
  • Da mesma forma esses clientes contam com 2 anos de ConectCar grátis e 5% de desconto no programa Abastece Aí;
  • Por fim, o plástico oferece todos os benefícios Mastercard Platinum e Itaucard.

Ipiranga Internacional

  • Até 8 Km por real gasto em compras de combustível e nas lojas de conveniência;
  • Upgrade para categoria Km Prestige;
  • 5% de desconto no app Abastece Aí e 6 meses grátis no ConectCar;
  • Além de todos os benefícios do Itaucard.

Cartão Fácil

  • Esse é um produto da modalidade pré-pago com função crédito. É possível adquiri-lo no site do programa;
  • Ao comprar o primeiro saldo o cliente recebe um bônus de acordo com o valor adicionado. Assim, é possível receber até 800 Km na adesão.

 

E como consigo acumular milhas?

km de vantagem
@pexels

A princípio, parceiras é fundamental para qualquer empresa, não é mesmo? Por isso, um bom programa de fidelidade tem parceria com outras empresas. Assim, os seus participantes podem usufruir de mais benefícios com os pontos acumulados. Com o Km de Vantagens não é diferente. A plataforma tem parceria com empresas de diversos setores como alimentação, entretenimento, varejo, turismo, entre outros.

Desta forma, falamos um pouco sobre os benefícios e diferencias, de como usar o Km de Vantagens e como ele pode te trazer benefícios. O programa é bem estruturado e além da troca de kms por descontos em combustíveis e outros serviços da marca você pode trocar seus pontos por milhas em companhias aéreas, hotéis e outros parceiros. Então se você tinha dúvidas de como usar essa plataforma, a partir de hoje não tem mais desculpas.

Para saber mais sobre milhas leia nossas outras matérias.

Tesouro Direto: Vale A Pena Investir?

Interessado em investir e não sabe por onde começar? Conheça mais sobre o tesouro direto, uma opção de renda fixa e com baixos riscos.

Na verdade o tesouro direto, é uma maneira simples e acessível de obter o máximo do seu dinheiro. No entanto, muitas pessoas ainda são céticas quanto a essa forma de investimento.

Tesouro Direto é uma plataforma criada pelo governo para a venda de títulos da dívida federal para pessoas físicas, que são aplicações de renda fixa, as aplicações mais seguras do mercado. 

As rentabilidades do Tesouro Direto estão próximas ou até superiores à taxa básica de juros nacional, a famosa Selic, esses títulos são, portanto, opções interessantes para quem deseja:

  • Proteção patrimonial sua inflação.
  • Garante certo lucro em uma aplicação;
  • Constituir reserva para contingências ou oportunidades (contingências emergenciais).

 

Renda fixa não é só rentabilidade da Selic

tesouro direto
@PEXELS

Para conter a inflação, o banco central elevou os juros: na última reunião do Copom, em agosto
,sendo assim, a Selic ganhou um ponto percentual, a maior alta em 18 meses.
Com as taxas de juros em alta hoje, todos os investimentos em renda fixa estão mais atraentes, então vale a pena olhar outras opções além do Selic.

 

O que é o tesouro direto?

tesouro direto
@pexels

Antes de tudo, o Tesouro Direto é uma plataforma do Tesouro Nacional onde são colocados à venda no mercado títulos de renda fixa de emissão do Estado: isso significa que, com o investimento em Títulos do Tesouro Direto, financia-se o investidor ou o orçamento do Estado.
Ressalte-se que o Tesouro Direto nasceu em 2002 de uma parceria entre o Tesouro Nacional e a Bolsa de Valores, com o objetivo de desburocratizar, facilitar e acelerar a venda de seus títulos públicos federais para pessoas físicas em geral.

 

Para que serve o tesouro direto?

tesouro direto
@pexels

Em primeiro lugar, o Tesouro Direto visa trocar parcelas de títulos do governo por títulos acessíveis e de baixo custo “diretamente” com os investidores. Além disso, com ela, os títulos emitidos pelo Tesouro Nacional tornaram-se um produto mais democrático, passando a estar disponíveis no mercado para que qualquer pessoa física possa investir com facilidade. .
Isso significa que agora é muito fácil para quem opta por economizar para o futuro construir carteiras diretas de risco do Tesouro.

Liquidação direta do Tesouro: o que é?

Sobretudo, no mercado de investimentos, liquidação é o processo pelo qual um investimento financeiro se transforma em dinheiro e vice-versa.

Do mesmo modo, ao investir no Tesouro Direto, é necessário aguardar 1 dia útil antes da efetivação, período durante o qual aparecerá na plataforma a mensagem “aguardando pagamento”.

Nesse sentido, no mercado, a expressão D + 1 é utilizada para expressar este tempo, desta forma D indica o dia do investimento e +1 expressa o tempo que o investimento leva para ser liquidado após o pedido de compra ou venda.

Mas atenção, este período é considerado em dias úteis. Por outras palavras, se o dia seguinte à encomenda for feriado, o prazo só começa a correr no dia útil seguinte.

 

Quais são as vantagens e desvantagens do Tesouro Direto?

tesouro direto
@pexels

O Tesouro Direto é um tipo de investimento adequado para todos os perfis, principalmente para aqueles que desejam preservar o seu dinheiro da inflação ou que desejam constituir uma reserva de emergência.

Vantagens do Tesouro Direto

tesouro direto
@pexels

Segurança: é o próprio governo que garante a devolução do dinheiro a quem o aplicou, ou seja, o risco de insolvência é muito reduzido;

Valor mínimo de R $ 30 para investir: é possível começar a investir no Tesouro Direto economizando R $ 1 por dia;

Praticidade: todas as transações podem ser feitas online, ou seja, não é necessário ir ao banco para comprar títulos do tesouro.

Desvantagens do Tesouro Direto

tesouro direto
@pexels

• Prazo mínimo de amortização: quando uma pessoa resgata seus investimentos no Tesouro Direto, pode demorar até três dias para o dinheiro ficar disponível em sua conta, pois há um período de liquidação para esses investimentos: O dinheiro leva de um a dois dias para ser depositado na conta da corretora, após o qual deve ser transferido para uma conta bancária normal para ser resgatado.
• evolução dos preços: conforme mencionado, os preços dos títulos do Tesouro Direto variam a cada dia. Portanto, quem retira seu investimento antes do vencimento pode ter um retorno menor do que o contratado.

Para saber mais sobre finanças e investimentos leia nossas outras matérias.

SELIC, IPCA e CDI: O que são e para que servem.

O que é Taxa Selic?

selic
@pexels

Como vocês viram em nossas outras matérias, a Selic é um índice econômico.

A taxa também é conhecida como a taxa de juros básica do Brasil. Consequentemente, marca muitas outras taxas de juros cobradas pelas instituições financeiras.

Ou seja, a Selic é usada pelos bancos, públicos e privados – para cálculo de juros.
Além de servir de base para os juros de empréstimos, financiamentos e outros produtos bancários, a Selic persegue diversos objetivos na economia de títulos do governo nacional.

O termo Selic é a abreviatura de Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Conforme definido pelo próprio Banco Central, essa é a taxa média de captação ajustada diariamente calculada no sistema de títulos federais.

De forma mais simples, o valor da Selic indica quanto o governo paga de juros às instituições financeiras que compram títulos do Tesouro Nacional e é fixado pelo Copom – Comitê de Política Monetária do Banco Central.

 

Para que serve a taxa Selic?

selic
@pexels

Porém, além de Selic e Selic Over, existe Selic Meta – não é difícil perceber porque o termo é tão confuso, certo?
Serve de referência para as demais taxas de juros cobradas no Brasil, além de estar intimamente ligado ao controle da inflação. Uma simples mudança na lente da Selic pode, por exemplo, tornar o acesso ao crédito no país mais caro ou mais barato – nós somos, voltarei a falar sobre isso.

 

Como a taxa Selic é definida?

selic
@pexels

A meta da Selic é fixada a cada 45 dias, por meio de reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), órgão vinculado ao Banco Central que tem como missão definir a manutenção ou alteração da Selic, em maior ou menor percentual. em comparação com o praticado até agora.

Para a tomada dessa decisão, são apresentados pareceres técnicos que analisam fatores como a realidade econômica nacional e internacional, aspectos políticos, inflação, projeções do Produto Interno Bruto (PIB), entre outros.

Em seguida, é aberta a votação e divulgada a definição, com impacto direto nas decisões do governo, das instituições financeiras e mesmo daqueles que desejam aplicar seu dinheiro.

 

O que é IPCA?

selic
@pexels

IPCA significa Índice de Preços ao Consumidor Amplo. É um dos principais índices de inflação do país, calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). É também conhecido como o índice que mede a inflação oficial do país.

Propõe-se medir de forma bastante abrangente a evolução dos preços ao consumidor de forma a acompanhar a inflação dos produtos e serviços mais consumidos pelas famílias residentes nas zonas urbanas do país.

Como é calculado o IPCA?

selic
@pexels

O período de recolha do IPCA estende-se de 1 a 30 ou 31, consoante o mês. O inquérito é efetuado junto das empresas, prestadores de serviços, famílias (para controlo de rendas) e concessionárias serviços públicos. consumidor, para pagamento à vista
Nove grupos de bens e serviços são considerados: alimentos e bebidas; coisas de casa; Comunicação; Despesas pessoais; Educação; alojamento; saúde e cuidados pessoais; transporte e vestimenta são divididos em outros itens. Em geral, as mudanças de preço são levadas em consideração.

 

Para que serve o IPCA?

selic
@pexels

Quando fica claro o que significa IPCA, fica clara a importância do índice na medição da economia brasileira. Em caso de deflação, por exemplo, o banco central sugere medidas para aquecer e estimular a economia.

Como medida importante para a economia, o IPCA afeta diretamente diversos setores que afetam o mercado, afetando diretamente determinados investimentos, o poder de compra da população, os rendimentos da poupança e os preços imobiliários.

O IPCA do Tesouro, por exemplo, é exatamente isso: essa opção de investimento em renda fixa funciona como um título de taxa fixa, oferecendo ao investidor um retorno indexado à inflação.

Portanto, o IPCA deve ser analisado antes de uma decisão importante, como a contratação de um empréstimo ou financiamento. Na verdade, os juros cobrados por essas linhas de crédito passam diretamente pela taxa de inflação.

 

O que é CDI e o que ele significa para seus investimentos?

selic
@pexels

CDI significa Certificado de Depósito Interbancário. É um dos principais indicadores do mercado financeiro e acompanha de perto a taxa Selic (taxa básica de juros da economia). É utilizado como um dos principais indicadores de rentabilidade de ativos de renda fixa.

Como funciona o CDI?

selic
@pexels

O CDI (Certificado de Depósito Interbancário) é um mecanismo de suporte (garantia) às operações realizadas diariamente pelas instituições financeiras, pois reflete diretamente o custo dos empréstimos concedidos entre bancos, razão pela qual geralmente monitora de perto a taxa Selic.

Em primeiro lugar, o CDI é a taxa básica para todos os investimentos e empréstimos entre pessoas físicas e jurídicas, então a Selic é a taxa básica para as próprias operações do governo.
Portanto, a Selic se traduz na taxa que o governo paga a quem lhe empresta dinheiro, por meio de títulos do Tesouro Nacional.

Você já deve ter ouvido falar que a Selic é a taxa com a qual o governo monetiza a Selic del Tesoro, no Tesouro Direto, por isso é considerada o investimento mais seguro do Brasil.
O certificado de depósito interbancário está sempre próximo da Selic, geralmente 0,05% ou 0,1% abaixo da meta da Selic (que você vê nos jornais).Em outras palavras, é praticamente igual à Selic real.

 

Conclusão

selic
@pexels

CDI, Selic, IPCA… o mundo financeiro contém vários termos que, à primeira vista, podem assustar.
No entanto, é importante saber o significado dessas siglas e perceber que não se trata de uma “besta com sete cabeças”.
Agora que você sabe que o CDI é a taxa de juros usada pelos bancos, ficou mais fácil entender o cálculo feito sobre a receita do seu dinheiro no Grão. E também ao CBD. Boa sorte com seus investimentos!

Como viajar em classe executiva a preço de classe econômica

Voar na classe econômica de classe executiva tornou-se um sonho impossível para muitos viajantes.

O mesmo vale para a classe executiva, onde é mais provável encontrar assentos, principalmente em voos locais.
Mas existem maneiras de realizar esse sonho, a seguir veremos algumas dicas de como conseguir assentos na frente do avião, seja na primeira classe ou na executiva, sem quebrar a carteira.

Classe Executiva: o que é?

classe executiva
@pexels

Muita gente não sabe o que é a classe executiva do avião, que geralmente oferece mais conforto e uma gama mais ampla de serviços aos viajantes.

Esta é a classe entre a classe econômica e a primeira classe, que foi retirada pelas companhias aéreas do Brasil para reduzir custos.
Portanto, esta pode parecer uma versão ligeiramente melhorada da opção mais barata.
Na verdade, os voos de negócios costumam ser bastante luxuosos, com ênfase em assentos extras, espaço para as mãos e amplo serviço de bordo!

 

Qual a diferença entre classe executiva e econômica?

classe executiva
@pexels

Na classe econômica, você tem direito ao essencial do essencial. Um assento no avião. O cardápio básico oferecido pela companhia aérea, que muitas vezes inclui apenas lanches.

Na classe executiva você encontrará poltronas muito mais confortáveis, com mais espaço para as pernas e mais reclináveis.
O cardápio terá mais opções, comida e bebida, e o cenário pode custar até três vezes o valor da economia.

 

Quem participa de programas de fidelidade tem mais chances de viajar de classe executiva

classe executiva
@pexels

Os programas de fidelidade estão cada vez mais presentes no nosso dia a dia e, para quem gosta de viajar, a participação é obrigatória.

Essas plataformas oferecem uma série de benefícios que vão além da possibilidade de resgate de passagens aéreas por milhas.

Acontece que quanto mais ativo você for em seu programa de fidelidade, maiores serão suas chances de se tornar um cliente elite. Esses clientes desfrutam de certos privilégios, como: check-in e embarque prioritários, franquia de bagagem gratuita, acesso a salas VIP e cabine com upgrade.

É isso mesmo, os clientes nas categorias de elite dos programas de fidelidade podem comprar uma passagem de avião na classe econômica e receber automaticamente um upgrade para viajar para a classe executiva ou mesmo para a primeira classe – e o melhor de tudo: sem pagar nada a mais.

 

Esteja atento(a) às promoções

classe executiva
@pexels

Todo mundo está cansado de saber que uma das coisas básicas para economizar em passagens aéreas é ficar de olho nas promoções.

Mas o que muitos podem ainda não ter percebido é que as passagens para viagens de negócios também podem ser encontradas nessas ocasiões. Claro, para isso você terá que ser um pouco mais persistente.

O grande segredo aqui é pesquisar com frequência, de preferência todos os dias, porque quando esses ingressos executivos vão à venda normalmente não ficam disponíveis por muito tempo.
Uma boa dica para facilitar essa busca é criar alertas em sites como Skyscanner e Google Flights.

Portanto, toda vez que o preço mudar, você será notificado.
Vejam que não é impossível encontrar essas passagens, basta dar uma olhada nesta passagem de ida e volta São Paulo – Nova York, executiva via Latam.

 

Conte com a sorte por um overbooking

classe executiva
@pexels

A venda em excesso de passagens aéreas é mais comum do que você imagina, portanto, esteja sempre atento a um voo cancelado ou com overbook, pois as empresas favorecem os clientes com status de programa de fidelidade ou que concordam em pagar mais.

 

Viaje quando os viajantes de negócios não viajam

classe executiva
@pexels

Os viajantes de negócios viajam a semana toda A última coisa que eles querem é voar no fim de semana. É por isso que você não verá tantas pessoas voando fantasiadas nas manhãs de sábado e domingo, o que pode deixar mais assentos premium e tarifas mais baixas no jogo.
assentos da primeira classe tendem a ser mais baratos nos fins de semana, quando a maioria dos viajantes a negócios não vôo.

 

Upgrade no check-in para classe executiva

classe executiva
@pexels

Se você realmente deseja um assento com upgrade e não tem as milhas para obtê-lo de graça, obtenha um upgrade no check-in, mesmo se você estiver na fila para decolar desta vez.
Se você não se importa com a aposta, pergunte ao porteiro quanto cobram pelo upgrade, pode ser ainda mais barato do que o desconto online.

 

Como acumular milhas para trocar por um voo de classe executiva?

classe executiva
@pexels

Você pode acumular pontos e milhas inscrevendo-se no programa de fidelidade da companhia aérea ou no cartão de crédito e utilizando-o em diversas dependências, seja padaria, posto de gasolina, farmácia, passagens aéreas, avião, hospedagem e pagamentos em geral.

Quanto mais você usa o seu cartão de crédito, mais pontos ou milhas você terá que resgatar e para não perder suas milhas por não saber usá-las, conte com uma empresa especializada.
No Guru do Dinheiro já temos diversos artigos explicando

Conclusão

classe executiva
@pexels

Então, você decidiu que seu destino voa em classe executiva? No planejamento, é importante começar suas pesquisas o mais cedo possível!
Assim, você garante uma chance muito maior de obter boas promoções, descontos e valores de ingressos.