WIRECARD: SAIBA TUDO SOBRE

Você já ouviu falar de Wirecard?

A ferramenta online que auxilia o recebimento de pagamentos?

Se a resposta for sim,ótimo! Obtenha mais informações aqui, que talvez você ainda não saiba, mas caso ainda não conheça o sistema da Wirecard, fique atento, pois te apresento logo abaixo!

Com informações que vão desde “como funciona o sistema da Wirecard”, até “como contratar” o serviço online.

Em um mundo totalmente globalizado, cheio de opções sempre à disposição num piscar de olhos, onde as pessoas estão cada dia mais atarefadas, e consequentemente com menos tempo, é totalmente prejudicial perder tempo com burocracias, principalmente na internet, onde deveria ser um ambiente fluído.

Desse modo, qualquer sistema que seja ágil e facilite a vida é super válido e bem vindo, principalmente quando se trata de dinheiro, né?!

Então se liga e tire suas dúvidas!

Fique por dentro do Wirecard, o mediador de pagamentos que está ajudando lojistas e consumidores de todo o Brasil a descomplicar os seus recebimentos e pagamentos online, de forma muito satisfatória.

O que é wirecard?

Wirecard
Fonte: Computer World

Então vamos lá!

É super chato quando você realiza uma compra ou vende um produto pela internet, e fica aguardando um tempão pra aprovar o pagamento, não é mesmo?

Pior ainda é aguardar um tempão, e o pagamento ainda ser recusado, te obrigando a refazer todo o processo para tentar achar o erro.

A demora na aprovação do pagamento acarreta em aborrecimentos, críticas à empresa e até o cancelamento da compra.

Com o sistema da Wirecard, a taxa de aprovação do pagamento é a maior do segmento online do Brasil: 98,5%.

Como a própria empresa se define, ela é a “maquininha de cartão” só que no mercado online. Ela possui mais de 400 clientes, que utilizam o sistema.

Tendo em vista que as vendas online no Brasil e no mundo crescem ano após ano, em ritmo acelerado, principalmente após a pandemia de Covid 19, que fez com que vários estabelecimentos fechassem as portas para o atendimento presencial e focassem 100% no comércio online.

Devido a isso, os lojistas têm investido cada vez mais em plataformas dinâmicas e descomplicadas, que facilitam o fluxo de caixa, minimizando os cancelamentos gerados pela demora em aprovar o pagamento.

Isso deve ser levado em conta também, quando se refere ao pagamento das contas, fazendo com que a experiência do comprador e vendedor, seja a mais positiva possível.

A Wirecard, que anteriormente era conhecida como Moip chegou para simplificar esse processo, trazendo mais agilidade e segurança para as transações online.

Ele é um serviço virtual,  totalmente seguro que facilita a vida do lojista e do cliente na hora de receber ou realizar pagamentos online, o cliente não precisa sair da página da empresa, para realizar o pagamento.

A Wirecard conta com uma tecnologia de ponta, para agilizar e simplificar pagamentos, de forma totalmente segura, seja através de e-commerce ou marketplace.

Lembrando que as transações podem ser feitas por meio de cartão de crédito de todas as bandeiras disponíveis, boleto bancário ou débito direto na conta da empresa.

Como funciona a Wirecard?

Agora que você já entendeu um pouco do que se trata a Wirecard, vamos descobrir juntos como funciona esse sistema inteligente, que permite ao lojista receber pagamentos de forma online, e sem complicação.

Para começar, precisamos entender o que é um intermediador de pagamentos online.

Ele nada mais é do que um sistema que vai interligar a fonte do pagamento, ou seja, cartão de crédito, boleto bancário ou débito em conta, ao banco e/ou a operadora de cartão de crédito, se for o caso, fazendo assim todos os trâmites de verificação, para então validar os dados.

Após fazer toda a verificação, o  pagamento é efetivado, e liberado ao vendedor, sempre respeitando os prazos de liberação.. Parece complicado, né?

Nada disso! O sistema é super ágil, pensado justamente para economizar o tempo, tanto do consumidor, quanto do lojista, fazendo a transação de forma rápida e segura.

Certamente você já passou ou conhece alguém que já tenha passado por problemas com cartão de créditos roubado, onde o indivíduo tente, e às vezes consegue fazer compras com o cartão roubado ou clonado.

Um detalhe importante referente ao WIRECARD, é que ele possui um sistema de seguro, chamado “programa venda protegida”.

Esse sistema serve para proteger o lojista e o próprio cliente, caso a compra seja feita sem a autorização do titular do cartão de crédito ou débito, no caso de roubo, por exemplo,  e o mesmo venha a cancelar o pedido.

Dessa forma, minimiza o prejuízo do próprio vendedor e eventuais danos que possam ser causados ao cliente.

Como criar uma conta no Wirecard?

Para acessar o serviço da Wirecard, e começar a usufruir de seus benefícios é extremamente fácil, basta acessar o site da empresa: (www.moip.com.br), ir até o topo da tela e escolher a opção “Produtos”, após isso, selecionar o tipo de negócio que deseja, por exemplo: marketplace ou e-commerce e clicar.

Em seguida, já vai abrir a página para se cadastrar, a empresa irá fazer algumas perguntas pessoais pra te conhecer melhor, e algumas perguntas sobre seu tipo de negócio, pra te oferecer a melhor opção.

A partir daí, é só seguir as instruções que aparecem na tela, e se necessário a equipe da Wirecard te auxiliará para finalizar o cadastro e começar a usar o serviço.

Quais são as tarifas da wirecard?

Agora vamos às tarifas da WIRECARD. Item importante que deve ser analisado com cuidado e calma na hora de vender e comprar, já que pode (e vai) impactar diretamente no lucro sobre a venda do produto.

São essas:

Para vendas utilizando o cartão de crédito, de qualquer bandeira, a tarifa de cobrança é de 5,49% + R$0,69 por venda.

Utilizando o boleto bancário como método de cobrança e/ou pagamento, a taxa de cobrança é de R$3,49 em cada venda., observe que diferentemente das outras opções, essa é cobrada apenas em reais e não em porcentagem.

Já na função débito em conta a cobrança por venda é de 3,49% + R$0,69.

Caso o pagamento seja parcelado, as tarifas podem variar de acordo com o número de parcelas e o valor da compra, certo? Nesse caso, os valores das parcelas já aparecem na simulação de pagamento, no momento da compra.

Afinal, a Wirecard é confiável?

Wirecard
Fonte: Indike

Como a maioria das instituições bancárias, a WIRECARD cruza os dados fornecidos no momento da compra, a fim de analisar algo suspeito, que possa caracterizar fraude, uma vez detectado algum problema, a compra não é concluída.

A WIRECARD possui três selos de segurança, que resumindo, entregam uma melhor confiabilidade nas transações, são eles:

  • PCI DSS (Payment Card Industry Data Security Standard): É um padrão de segurança que todas as empresas que recebem pagamentos precisam seguir, ele visa garantir que nada de errado ocorra com a transação, inclusive o temido vazamento de dados;
  • SELO CLIQUE E-VALIDE: Que mostra que a empresa segue os padrões de ética exigidos pelo segmento, inclusive, ao clicar no selo, o consumidor é direcionado para a página que atesta a honestidade da empresa;
  • SSL BLINDADO  (Secure Socket Layer): Esse sistema criptografa os dados transmitidos, oferecendo assim uma maior segurança contra ataques ao sistema.

Por exemplo, se algum hacker tentar invadir o sistema, as informações contidas se transformam em códigos indecifráveis, ou seja, fica impossível coletar alguma informação.

Como receber pelo wirecard?

Como explicado anteriormente, o cliente que desejar ser parceiro da WIRECARD, deverá acessar o site da empresa (mencionado no item “como criar uma conta”), escolher o tipo de negócio, marketplace ou e-commerce e fornecer os dados solicitados para prosseguir.

Findado esse processo, a equipe da WIRECARD irá entrar em contato via e-mail, para concluir o cadastro, entretanto, caso tenha alguma dúvida no caminho, é sempre importante esclarecer com a empresa.

Um fato extremamente importante:

Verificar (autenticar) a conta na WIRECARD, enviando documentos pessoais, evitando assim que fraudes aconteçam.

Isso implicará no aumento do limite de saque mensal e na diminuição do prazo de recebimento dos pagamentos, que passa de 14 dias, para apenas 2 dias.

Os documentos devem ser enviados diretamente pelo site da WIRECARD, acessando a área “MINHA CONTA” e em seguida “DOCUMENTOS” e seguir as instruções.

Fique atento, os documentos deverão ser enviados somente pelo site da Wirecard e não para terceiros. Certifique-se de estar no lugar certo para não ter problemas.

Como entrar na Wirecard Natura?

Dentre os vários clientes da WIRECARD, encontramos a Natura, uma das maiores empresas de cosméticos e perfumaria do Brasil e do mundo, fundada em 1969 por Antônio Luiz Seabra.

A Natura conta em seu e-commerce com a tecnologia da WIRECARD, facilitando a vida dos  milhares de clientes e consultores espalhados por todo o Brasil.

Ou seja, seja você consultor, consultora ou um cliente da Natura, saiba que na hora de gerenciar ou efetuar um pagamento, a Wirecard estará sempre presente lhe auxiliando.

Como funciona o Wirecard Elo7?

A Elo7 é uma loja online fundada em 2008, que tem como foco a venda de produtos artesanais e personalizados, dentre outros. A empresa possui parceria com a Wirecard, semelhante à parceria com a Natura, onde atua como intermediadora dos pagamentos.

O processo de pagamento segue o mesmo ritmo ágil já citado acima, e após a análise detalhada do Wirecard, o dinheiro é liberado em até 2 dias úteis.

Entretanto, é sempre bom observar a forma de pagamento, para contar o prazo de liberação do dinheiro.

Conclusão

Em um mundo cada vez mais moderno e totalmente tecnológico, não faz mais sentido ficar perdendo tempo com tecnologias ultrapassadas que só dificultam a vida, tanto de comprador, quanto de vendedor, não é mesmo?

Como se sabe, com a pandemia da Covid 19 que assolou e ainda assola o mundo, as vendas online dispararam.

Tendo em vista o fechamento temporário de lojas físicas, devido à restrição de acesso, e ao lockdown, decretado em alguns locais.

Isso fez mudar drasticamente o hábito tanto de lojistas, quanto de consumidores.

Segundo informações da CBCE (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico), as vendas online no ano de 2020 tiveram um aumento significativo,  superior a 73%, e continuam a crescer em 2021.

Desta forma, se há aumento de vendas online, consequentemente há aumento no fluxo de pagamentos também, e cada vez mais a agilidade precisa ser levada em conta, é aí que a Wirecard entra em ação.

Gostou do nosso artigo sobre a Wirecard? Então aproveite e compartilhe com os seus amigos e familiares que se interessam pelo assunto!

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

 

Entenda o que é bitcoin e como funciona!

Descubra neste artigo o que é bitcoin e como funciona essa criptomoeda que está valendo muito no mercado!

A nova moeda digital tem se tornado cada vez mais famosa a cada ano que passa, mas qual será o motivo?

Muito se escuta sobre a valorização e desvalorização da criptomoeda bitcoin, assim como a alta conversão para reais, por exemplo.

Entretanto, muitas pessoas possuem dúvidas sobre o seu funcionamento na íntegra.

Portanto, fique com a gente até o final deste artigo e descubra todas as principais informações sobre o que é bitcoin e comece ainda hoje a investir em moedas digitais.

Boa leitura!

Afinal, o que é bitcoin?

Bitcoin é uma moeda digital que opera livre de qualquer controle central ou da supervisão de bancos ou governos.

Em vez disso, ela se baseia em software peer-to-peer e em criptografias.

Desse modo, um livro público registra todas as transações feitas em bitcoin e as cópias são mantidas em servidores espalhados por todo o mundo.

Qualquer pessoa com acesso a um computador pode configurar um desses servidores, também conhecido como um nó.

Dessa forma, cada transação é transmitida publicamente para a rede e compartilhada de nó a nó.

A cada dez minutos estas transações são coletadas em conjunto pelos mineradores de dados em um grupo, chamado de bloco e adicionadas permanentemente à cadeia de bloqueio, conhecida também como blockchain.

Da mesma forma que se mantém as moedas tradicionais em uma carteira física, as moedas virtuais são mantidas em carteiras digitais e podem ser acessadas pelo software do cliente ou por ferramentas on-line.

Sendo assim, os bitcoins podem ser atualmente subdivididos por sete casas decimais.

Por exemplo, um milésimo de bitcoin é conhecido como milli e um centésimo milionésimo de bitcoin é conhecido como satoshi.

Na verdade, existe apenas um acordo entre a rede sobre a propriedade de uma moeda, evitando possíveis burocracias na intermediação da operação da moeda.

Como funciona o bitcoin?

como funciona o bitcoin
Fonte: Pixabay

Agora que você já entendeu um pouco mais sobre o que é bitcoin, vamos falar sobre como essa criptomoeda funciona.

O Bitcoin é construído sobre um registro digital distribuído chamado Blockchain.

Assim como o próprio nome indica, blockchain é um conjunto de dados interligados, composto por unidades chamadas blocos.

Os blocos contêm informações sobre cada transação, incluindo data, hora, valor total, comprador, vendedor e um código de identificação único para cada troca.

Desse modo, as entradas são agrupadas em ordem cronológica, criando uma cadeia digital de blocos.

“Uma vez que um bloco é adicionado à cadeia de blocos, ele se torna acessível a qualquer pessoa que deseje vê-lo, atuando como um livro público de transações em moeda criptográfica”, diz Stacey Harris, consultora da Pelicoin, uma rede de caixas eletrônicos de moedas criptográficas.

Além disso, a Blockchain é descentralizada, o que significa que ela não é controlada por nenhuma organização.

Sendo assim, ninguém é dono do bitcoin, mas qualquer pessoa que tenha um link pode contribuir para o mercado de criptomoedas.

Bitcoin é confiável?

Em primeiro lugar, é importante lembrar que à medida que diferentes pessoas atualizam as suas transações com a criptomoeda, a sua cópia também é atualizada.

Embora a ideia de que qualquer um possa editar o blockchain possa parecer arriscada, na verdade, é o que torna o Bitcoin confiável e seguro.

Para que um bloco de transações seja adicionado à cadeia de bloqueio Bitcoin, ele deve ser verificado pela maioria dos portadores do Bitcoin.

Além disso, os códigos exclusivos usados para reconhecer as carteiras e transações dos usuários devem estar de acordo com o padrão de criptografia correto.

Estes códigos são números longos e aleatórios, tornando difícil a aplicação de uma fraude ou de golpe.

De fato, um fraudador que adivinha o código chave de sua carteira Bitcoin tem aproximadamente as mesmas chances de alguém ganhar na Mega-Sena.

Este nível de códigos estatísticos de verificação do blockchain  aleatório, que são necessários para cada transação, reduz muito o risco de qualquer pessoa poder fazer transações fraudulentas com Bitcoin.

Por que o bitcoin tem valor?

Agora que já descobrimos o que é bitcoin, como ele funciona e se é realmente confiável, vamos falar sobre o seu valor.

Em resumo, o Bitcoin tem valor porque as pessoas acreditam que ele possui valor, afirmou Bryan Routledge, professor de finanças da Tepper School of Business da Universidade Carnegie Mellon.

Sendo assim, as pessoas acreditam que Bitcoin um dia valerá mais do que vale hoje, o que aumenta sua demanda por ele, e seu valor continua a crescer, semelhante a situação do ouro.

Além disso, a moeda só é utilizável se for uma reserva de valor, ou seja, se puder ser contada de forma confiável para manter oseu valor relativo ao longo do tempo e sem depreciar.

Em muitas sociedades ao longo da história, mercadorias ou metais preciosos foram utilizados como meios de pagamento porque foram vistos como algo de valor relativamente estável.

Em resumo, o que dá valor monetário é a confiança. Essencialmente, o dinheiro é uma ferramenta utilizada para a troca de valor.

Qualquer objeto pode ser usado como dinheiro, desde que a comunidade local o aceite como pagamento por bens e serviços, é o que ocorre atualmente com o Bitcoin.

O bitcoin pode ser usado em qualquer lugar?

Bitcoin pode ser usado em qualquer lugar?
Fonte: Pixabay

Além da dúvida sobre o que é bitcoin, muitas pessoas se perguntam se a criptomoeda pode ser utilizada em qualquer lugar.

Não são todos os lugares que aceitam bitcoins como meio de pagamento, mas atualmente vários locais já estão aceitando.

Veja abaixo alguns locais que aceitam o pagamento com bitcoin:

  • Agências de viagens;
  • Companhia aéreas;
  • Lojas virtuais;
  • Praça de alimentação;
  • Lojas de roupas;
  • ONGs.

Entretanto, antes de efetuar a sua compra nos estabelecimentos, é importante perguntar se a criptomoeda é aceita ou não.

Isso deverá evitar possíveis problemas para finalizar a compra do produto ou serviço desejado.

Vantagens e desvantagens de investir em bitcoin

Você já entendeu um pouco mais sobre o que é bitcoin e como a criptomoeda funciona, vamos falar agora sobre as suas principais vantagens e desvantagens.

Vantagens do Bitcoin

Embora o Bitcoin tenha sido criado em 2009, ainda é considerado um tipo relativamente novo de moeda, que vem com muita desinformação.

Desse modo, aprender sobre os benefícios do Bitcoin pode ajudá-lo a decidir se ela é uma boa oportunidade de investimento para você.

1. Acessibilidade e Liquidez

Uma das maiores vantagens da moeda criptográfica é que ela muitas vezes não vê fronteiras, e o Bitcoin não é exceção.

Um grande benefício do Bitcoin é que ela é uma moeda muito acessível e versátil.

Como leva apenas alguns minutos para transferir bitcoins para outro usuário, ela pode ser usada para comprar bens e serviços da lista sempre crescente de locais que a aceitam.

Isto torna mais fácil gastar dinheiro em outro país e trocar por outras moedas, com a vantagem de ter pouco ou nenhum custo aplicado.

Além disso, os bitcoins também podem ser facilmente vendidos a qualquer momento.

2. Anonimato e transparência do usuário

Embora não completamente anônimos, os usuários de Bitcoin são identificados por códigos numéricos e podem ter múltiplas chaves públicas.

Isto garante que não haja rastreamento público, e as transações não podem ser rastreadas até o usuário.

Apesar das transações serem permanentemente visíveis, o que lhe dá transparência, elas ainda são mantidas a salvo de fraudes devido à tecnologia blockchain.

Além disso, somente você, como proprietário da carteira, poderia saber quantos bitcoins você tem.

Para maior segurança e anonimato, mesmo que o endereço de sua carteira se tornasse público, você poderia gerar um novo endereço de carteira para manter suas informações seguras.

3. Independência da Autoridade Central

Bitcoin é uma moeda descentralizada, o que significa que não é regulamentada por um único governo ou banco central.

Isto significa que nenhuma autoridade tem o direito de congelar e exigir suas moedas.

Também não há uma maneira viável de implementar um imposto para o Bitcoin.

Teoricamente, isto dá aos usuários autonomia e controle sobre seu dinheiro, porque o preço não está ligado a políticas governamentais.

E geralmente, os usuários de moedas criptográficas vêem isso como uma das principais vantagens do Bitcoin.

4. Alto Potencial de Retorno

Os preços do bitcoin podem ser altamente voláteis, mudando drasticamente mensalmente e até mesmo diariamente.

Por exemplo, em março de 2017, o preço do Bitcoin foi fixado em $975,70, e em questão de meses ele subiu para $20.089 em dezembro.

Alguns anos mais tarde, o preço do Bitcoin atingiu o máximo histórico de US$ 64.000 em abril de 2021.

Isto mostra que, embora haja uma alta volatilidade nos preços, os usuários de moedas criptográficas podem ver isto como um dos benefícios do Bitcoin, pois pode resultar em um alto potencial de retorno.

E, com um número crescente de usuários acreditando que a Bitcoin é uma moeda global promissora, muitos investidores e empresas decidiram adotá-la.

Isto ajuda a aumentar o maior potencial de retorno, especialmente para aqueles que a compraram a um preço mais baixo.

Desvantagens do Bitcoin

Mercado de criptomoedas
Fonte: Pixabay

Apesar do seu rápido crescimento e de um número crescente de usuários, há algumas desvantagens do Bitcoin a considerar.

Especialmente se você estiver se perguntando: “Vale a pena investir em Bitcoin?’.’

Como em muitas decisões financeiras, quanto mais você sabe, mais informada é a decisão que você pode tomar sobre se vale a pena investir e sobre o que é Bitcoin.

1. Volatilidade

Quando a Bitcoin foi criada pela Satoshi Nakamoto, foi estabelecido um limite de 21 milhões de bitcoins que poderiam existir, o que significa que ela é absolutamente escassa.

Sendo assim, esta escassez é o que torna a criptomoeda tão valiosa, mas também o que faz com que seus preços variem drasticamente, o que pode ser visto como uma das desvantagens do Bitcoin.

Outra razão para esta volatilidade de preços é o fato de não ser apoiada por uma mercadoria física, como o papel-moeda, que pode ser impressa quando há mais demanda.

Esta rápida oscilação nos preços pode torná-lo um investimento arriscado, e causar confusão devido à contínua mudança nos preços de bens e serviços utilizando Bitcoin.

2. Nenhuma regulamentação governamental

Claro, uma moeda descentralizada pode ser vista como um dos benefícios da moeda criptográfica, mas também pode ser considerada uma desvantagem, já que significa que investir no Bitcoin não é regulamentado.

Ao contrário de uma moeda que é regulada por um banco central, as transações em Bitcoin não vêm com proteção legal e normalmente não são reversíveis, o que as torna suscetíveis a golpes.

Outro problema com a descentralização da criptomoeda é que não há garantia de uma valorização mínima.

Portanto, se um grande grupo de investidores decidir parar de usar as bitcoins e vendê-las, o valor da bitcoin diminuiria muito e afetaria os usuários com uma grande quantidade da moeda criptográfica.

3. Irreversível

Como as transações Bitcoin são anônimas e não regulamentadas, outra desvantagem é a falta de segurança.

As transações feitas são irreversíveis e finais, portanto nada pode ser feito se a quantia errada for enviada ou se for enviada para o destinatário errado.

Além disso, há um risco de perda, pois muitos usuários de Bitcoin optam por manter suas bitcoins em uma carteira de moeda criptográfica, o que os coloca em risco de perder seus investimentos se perderem o acesso a sua chave privada.

No caso de um vírus ou de uma falha nos registros ou mesmo na carteira, seus fundos podem se tornar inacessíveis ou desaparecer completamente em questão de minutos.

4. Uso limitado

Mesmo havendo um número crescente de empresas que aceitam Bitcoin, como a Microsoft e algumas franquias da Subway, ainda não é amplamente aceito.

Isto coloca um limite de onde você pode gastar seu dinheiro, ao contrário de usar um cartão de crédito ou débito, por exemplo.

Como investir em bitcoin?

Por fim, vamos dar algumas dicas sobre como você pode investir em bitcoins.

Para isso, separamos alguns passos bem simples que te ensinarão como comprar criptomoedas, veja:

  1. Decida onde comprar bitcoin: As trocas de moedas criptográficas como Coinbase e alguns corretores tradicionais como a Foxbit podem fazer com que você comece a investir em bitcoin de forma prática.
  2. Pense em como armazenar sua moeda criptográfica: Você vai manter sua moeda em uma carteira quente ou em uma carteira fria?
  3. Faça sua compra: Descubra o quanto você quer investir em bitcoin.
  4. Gerencie o seu investimento: Determine o seu plano a longo prazo para este ativo.

Gostou do nosso artigo sobre o que é bitcoin e como funciona? Então aproveite e compartilhe com os seus familiares e amigos que se interessam pelo assunto!

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

 

Gostou do nosso artigo sobre o que é bitcoin e como funciona? Então aproveite e compartilhe com os seus familiares e amigos que se interessam pelo assunto!

Dúvidas? Deixe abaixo nos comentários!

 

Cartão de Crédito com Milhas: 6 Melhores Opções para você!

Cartão de crédito com milhas, será que estes assuntos têm algo em comum?

lufthansa
fonte: reply.com

No artigo de hoje aqui no Guru do Dinheiro, nós vamos um pouco além para entender se ter um cartão de crédito com milhas, é uma boa escolha do consumidor.

Contudo, será que é possível dar conta de pagar a fátua em dia e ainda viver fazendo troca de pontos?

Consequentemente, este é um dos primeiros problemas de quem tem cartão de crédito dedicados a troca de milhas aéreas.

Afinal, quem aqui não gostaria de ter um cartão de crédito que te dê milhas de acordo com a pontuação de suas compras?

De fato, encontrar um bom cartão de crédito é difícil, isso porque promessas é o que não faltam na internet.

Foi pensando nisso então, que resolvemos criar este artigo com o top 5 de cartão de crédito com milhas, para você ter o seu.

Cada um deles possui suas peculiaridades, fique sempre atento.

Cartão de Crédito com milhas, vale a pena?

Primeiramente, é preciso ressaltar que se é para você buscar milhas em cartão de crédito, deve gastar bastante nele.

Ou seja, não é muito fácil de resgatar pontos se você quase não usa seu cartão de crédito com milhas.

Contudo, acumular milhas é um assunto muito importante, afinal é algo extremamente vantajoso. Você pode obter uma viagem apenas com suas milhas do cartão de crédito.

Dependendo do cartão, alguns pagam mais pontos por real, por isso é bom sempre ficar de olho nas regras.

No entanto, qualquer milha acumulada é vantagem. Se você usa bastante o cartão, vale a pena.

1- Azul Itaucard Visa Infinite

Azul Itaucard Visa Infinite

O Azul Itaucrad foi eleito por usuários, o melhor cartão de crédito com milhas.

Segundos sites de cartão de crédito, ele é o que tem a melhor pontuação, quando é assunto é milhas no cartão de crédito.

Apesar disso, ele é um cartão de crédito que exige uma renda mais elevada, consequentemente um gasto maior também.

A anuidade deste cartão é de R$1.200 reais, ou R$100 mensalmente. Entretanto, se as compras por fatura atingirem R$20 mil reais, a anuidade não é cobrada.

Além de te dar milhas, ele dá desconto em passagens, antecipações de voos, entre outras vantagens.

Portanto, se você pode utilizar um cartão deste, sem dúvidas não pode perder tempo.

2 – Cartão de Crédito com milhas – Banco do Brasil Altus Visa Infinite

Banco do Brasil Altus Visa Infinite
Fonte: bb.com.br

O cartão de crédito com milhas do Banco do Brasil Altus Visa Infinite, é também altamente recomendado para quem gasta bastante.

O valor alto da sua anuidade já diz tudo. Ela é de R$1440,00, apesar disso, se os gastos ultrapassarem R$25 mil reais, a taxa é isenta.

Os pontos deste cartão são acumulados diretamente no Livelo, então eles não costumam expirar tão cedo.

Além disso, é possível transferir os pontos para outras companhias aéreas.

Este cartão de crédito paga cerca de 4 pontos por dólar gasto no seu cartão. É um dos mais altos da lista!

3 – Pão de Açúcar Mais Platinum 

Cartão Pão de Açúcar Mais Itaucard Platinum Visa
Fonte: https://www.itau.com.br/cartoes/escolha/formulario/cartao-pao-de-acucar-mais-platinum-visa.html

Sim, nós temos um cartão de crédito com milhas de supermercado.

Contudo, pode parecer um pouco estranho, mas o cartão Pão de Açúcar entra na lista, muito bem recomendado por usuários.

No entanto, vendo em relação aos benefícios ele não oferece muitas vantagens, além da troca de pontos.

O que é mais mágico e vantajoso neste cartão, é que a cada R$1 real gasto, você ganha um ponto. Isso mesmo, muito bom!

No entanto, para adquirir este cartão, você precisa de uma renda mínima de R$5 mil reais. Contudo, sua anuidade é R$650 reais, podendo ser parcelado em até 12 vezes.

4 – C6 Carbon

C6 Carbon
Fonte: c6bank.com.br/cartao-de-credito/

O C6 Carbon também é um cartão que não poderia faltar nessa lista, principalmente por seu novo e digital.

Este cartão oferta 2,5 pontos por cada dólar gasto na sua fatura. Vindo de um cartão mais simples, é muito vantajoso.

Além disso, este cartão é um Mastercard Black, oferecendo desconto em viagens e outras regalias como assistência médica internacional, seguro bagagem, e outros benefícios para uma viagem completa.

A renda mínima do cartão da C6 é de exatos R$5 mil reais comprovados. Contudo, sua anuidade é de R$1.020 reais podendo ser parcelada em até 12 vezes na sua fatura.

Por fim, saiba que os pontos da C6 não expiram, outra grande vantagem de usar o cartão!

5 – Caixa Elo Mais

Por fim, para finalizar nossa lista vamos de cartão popular.

O Caixa Elo Mais está na lista de cartão de crédito com milhas, e promete ser bem útil aos usuários.

A renda mínima para solicitar este cartão é de R$1.000 reais, com anuidade de R$207 reais, podendo ser dividida entre a fatura.

Este cartão oferece 1,2 pontos por dólar gasto na sua fatura.

Além disso, são parceiros das principais companhias aéreas do Brasil, como Azul e Latam.

Todavia, os pontos deste cartão têm validade de apenas 24 meses, diferentemente dos outros.

6 – Cartão de Crédito com Milhas: Nubank Rewards

nubank rewards
Fonte: nubank.com.br

Nubank Rewards é o programa de benefícios do cartão de crédito Nubank.

Contudo, ele foi criado para oferecer benefícios reais aos clientes, ou seja, quem usa sabe o quanto vale a pena.

Com ele, cada R$ 1 gasto equivale a 1 ponto acumulado. É o sonho de todos que acumulam milhas no cartão de crédito.

Os pontos nunca expiram e podem ser usados ​​para eliminar da sua conta despesas com restaurantes, passagens aéreas, acomodação e uma variedade de serviços de parceiros.

Além disso, o cliente Nubank Rewards tem descontos exclusivos em lojas parceiras.

Com o Nubank Rewards o cliente tem a liberdade de comprar a passagem aérea que desejar.

Além disso, pode escolher a empresa e no horário que preferir, e utilizar os pontos para cancelar o custo da fatura. Tudo é feito a partir do aplicativo, de forma rápida e fácil.

Por fim, passamos para você a lista com o top 6 de cartão de crédito que te oferecer milhas aéreas. Escolha o que cabe no seu bolso, pois qualquer um deles vale super a pena.

Se você gosta de viajar então, este é uma grande vantagem. Confere mais dicas de Milhas vendo sobre os Programas de Fidelidade com Milhas.

Preço das Milhas: como não sair lesado?

O preço das milhas no mundo dos programas de fidelidade teve um grande crescimento nos últimos anos.

Da simples estratégia à fidelização de clientes, essas plataformas se transformaram e hoje oferecem diversos serviços e produtos, além da venda de passagens aéreas.

Contudo, essas mudanças criaram um mercado e, para ter sucesso nele, você precisa saber o valor de uma milha.

Você consegue calcular o preço das milhas? Talvez seja esta a questão de muitas pessoas que acumularam milhas e querem vendê-las, mas que ainda não o fizeram devido a esta incómoda dúvida.

Todavia, não se preocupe. Ensinaremos você a calcular o valor de suas milhas e você poderá vendê-las com segurança, sabendo quanto deve pagá-las.

Por que é importante saber o preço das milhas?

Simplesmente porque milhas são dinheiro!

Você tem alguma dúvida sobre isso?

Portanto, pense nisso por um tempo. Os pontos do seu programa de fidelidade vêm principalmente do seu cartão?

Nesse caso, significa que você teve que gastar dinheiro para acumulá-lo no crédito e só então pode transferi-lo para a companhia aérea.

Além disso, ao resgatar esses benefícios em segmentos de voo, você também paga pela passagem.

Ou seja, em ambos os casos houve um gasto econômico. Além disso, saber o valor de uma milha nos ajuda a tomar melhores decisões sobre o uso desses benefícios.

Somente quem conhece o custo monetário de um ponto pode julgar quando é uma vantagem resgatar uma passagem aérea ou se é melhor vendê-lo.

Por fim, essas informações também evitam que você caia nas pegadinhas de algumas promoções.

Quanto custa 1 milha em dinheiro?

Preço das Milhas | Via Freepik.com

Sim, inicialmente uma milha é dinheiro. A milha é uma moeda. E dependendo de onde você usa essa moeda, a minha varia, em média, entre 1 e 3 centavos.

No mundo das milhas, geralmente os valores são trocados em milhares (1.000 milhas), então o valor de milhares em reais fica entre 10 e 30 reais.

Um fator importante a se observar é que o valor da milha funciona de maneira semelhante à taxa de câmbio do dólar ou das ações negociadas em bolsa.

Para se ter uma ideia, as milhas foram vendidas para Maxmilhas ou Hotmilhas a um valor médio de 30 reais o milhar.

Contudo, hoje o valor das vendas varia entre 18 e 22 reais por mil.

Preço das Milhas na Azul

Na listagem de agosto 2021, o valor das milhas da companhia Azul no site do Hotmilhas estava cotado a R$ 23,50.

Sendo assim, 1 milha azul vale 0,0235 centavos.

Quanto vale 1 milha Multiplus e Latam Pass

Na listagem feita em agosto/2021, o valor da milha azul no site Hotmilhas estava cotado a R$20,80. Portanto, 1 milha Multiplus vale 0,0208 centavos.

Preço das Milhas Tap

A milha One Tap vale R$ 0,023 e mil R$ 23.

Quanto vale uma milha no meu cartão de crédito?

As milhas de cartão de crédito valem mais do que as milhas aéreas? Sim, esta é a resposta.

Os pontos do cartão de crédito valem mais do que as milhas aéreas porque há várias promoções que dobram seus pontos.

Promoções de milhas

Em geral, todos os programas de fidelidade oferecem a opção de compra de milhas.

De vez em quando, eles organizam algumas promoções para ganhar pontos extras.

É nessa hora que muitos caem nas pegadinhas, já que alguns participantes nessas plataformas não conseguem ouvir a palavra bônus enquanto correm e entram na primeira armadilha que aparece.

Preço em milhas: lucratividade e alta temporada

Preço das Milhas | Via Freepik.com

A lei da oferta e da procura também vale quando se trata desta moeda.

Durante o período de Natal, geralmente dezembro, janeiro e julho, milhares de pessoas desejam viajar.

As crianças estão fora e os pais sincronizam seu período de descanso para a viagem em família desejada.

Este é um bom momento para vender suas milhas acumuladas, pois as empresas que movimentam milhas, seja entregando-as a uma agência de viagens ou emitindo passagens aéreas diretamente, precisarão de um saldo maior para atender a demanda.

Preço das Milhas ganhas, o que fazer?

É comum que muitas pessoas tenham acumulado milhas, mas não sabem o valor que podem ter.

Ou, em muitos casos, nem imaginam que essas milhas não tenham necessariamente de ser trocadas por passagens aéreas oferecidas pelas companhias aéreas.

Portanto, antes de conhecer os valores possíveis, é fundamental saber que as milhas acumuladas podem gerar outros benefícios para seus consumidores.

É um desperdício expirar milhas sem aproveitar os tantos benefícios que eles oferecem, que são tantos.

Com efeito, os programas de passageiro frequente são, de facto, uma iniciativa promocional muito vantajosa para as empresas que os oferecem, e não apenas um meio de atrair clientes, como é o caso de muitos outros programas de incentivos. As milhas trazem benefícios reais.

Qual programa escolher para ganhar milhas em 2021?

Atualmente em 2021, o melhor programa de acúmulo de milhas é o Programa Livelo e o melhor cartão de crédito focado em acúmulo de milhas é o Cartão Itaucard Pão de Açúcar.

Vale lembrar que as mudanças acontecem durante a noite.

Porém, essas duas menções hoje são as milhas escolhidas.

Entender o preço de uma milha é mais do que uma informação para os especialistas desse mercado; trata-se de estar no controle e saber quanto dinheiro você gasta em cada transação realizada.

Quando você entende o valor de um ponto, é muito mais fácil avaliar em quais situações é vantajoso usá-los ou se é melhor vendê-los.

Por fim, agora diga-nos, quais são seus programas e cartões favoritos?

Você realmente aprendeu sobre o preço das milhas? Então continue aprendendo sobre Milhas – Guru do Dinheiro.

Por que o cashback em milhas é o maior?

Será que o cashback em milhas é maior?

Você já parou para pensar como o cashback é de grande utilidade? E ainda melhor, se esse cashback poder ser em milhas?

Afinal, foi pensando nisso que resolvemos trazer este tema ao Guru do Dinheiro, de forma simples e de fácil entendimento.

Primeiramente, imagine poder recuperar parte do dinheiro gasto em compras online em seu programa de fidelidade de milhagem e pagar menos na próxima viagem?

O acúmulo de vantagens nas compras deixou de ser uma vantagem e passou a ser um pré-requisito para a escolha do cartão de crédito.

Sendo assim, muitas pessoas se perguntam o que é melhor: reembolso ou milhas?

A verdade é que não existe uma resposta certa para essa pergunta.

O Cashback em milhas é uma das principais estratégias utilizadas pelas fintechs e bancos digitais para fidelizar os seus clientes.

Contudo, com a crescente competitividade dos serviços financeiros, essas empresas e startups têm investido pesadamente em sistemas de cashback.

Diferentes formas de reembolso estão disponíveis, desde bônus creditados em conta até pagamentos com cartão de débito.

Da mesma forma, os programas de milhas frequente usam sistemas semelhantes para estimular o acúmulo de pontos

Qual é a diferença entre cashback em milhas?

Cashback ou milhas são grandes vantagens e estão cada vez mais presentes na vida do brasileiro.

No entanto, para escolher um cartão com algum desses benefícios, você precisa entender como eles funcionam.

O que é Milhas no cartão?

O cartão com milhas é muito conhecido e funciona assim: cada vez que você faz uma compra com este cartão, você acumula pontos.

Sendo assim, as pontuações são geralmente calculadas em termos de dólares gastos.

Portanto, quanto maior a variante de plástico, mais pontos o usuário acumula por dólar.

A principal vantagem dos cartões de pontos é que eles podem converter esses benefícios em milhas aéreas e, portanto, viajar mais por menos.

Além disso, você pode usar outros produtos e serviços, como tarifas de hotéis, aluguel de automóveis.

Todavia, a maioria desses cartões de crédito é geradora de renda e requer uma renda mínima.

O que é Cashback em milhas?

O cartão que oferece cashback em milhas, oferece reembolso sempre que um usuário faz uma compra.

Sendo assim, cada vez mais instituições estão oferecendo esse tipo de benefício a seus clientes, especialmente bancos digitais.

Por esse motivo, alguns cartões não exigem uma renda mínima ou taxa anual.

No entanto, a motivação para acumular cashback varia muito de uma instituição para outra.

Alguns cartões só permitem recompensas em dinheiro de volta com descontos em contas e agora, alguns com cashback em milhas.

Como comparar promoções cashback ou milhas?

Para comparar se vale a pena ganhar milhas ou um reembolso, você precisa verificar as condições oferecidas pelo seu programa de fidelidade.

Cashback ou Milhas?Como saber qual é o melhor?

Agora que você sabe como funciona, você já pode ter um favorito, mas sério, como saber o que é melhor: reembolso ou milhas?

A resposta depende, cada um tem suas vantagens e o que vai nortear sua escolha pode ser muito subjetivo.

Como escolher o melhor entre os dois?

O que é importante para determinar se o cashback ou as milhas é o melhor, não é realmente quanto você ganha com cada um.

O que determina isso é o que você consome.

Avalie seu objetivo

Imagem/Reprodução: Freepik.com

Se você viaja muito de avião, o sistema de hodômetro é definitivamente a melhor escolha, mesmo que você não viaje por um tempo, você ainda pode colocar sua milhagem para terceiros.
No entanto, se você viaja menos, mas tende a comprar muito com seu cartão de crédito, o cashback é definitivamente a melhor opção.

Dependendo das vendas e do escopo do programa, cada nova compra terá um desconto se você usar o cashback de outra pessoa.

Lucros

À medida que o mercado virtual cresce, existem várias opções de cartão digital e conta que oferecem um sistema de cashback ou milhas compatíveis com o seu modelo de consumo.

Portanto, após analisar a porcentagem ou pontos que você receberá no reembolso ou nas milhas, é importante analisar os benefícios adicionais que cada um oferece, como anuidades e bônus, para determinar qual é o melhor para você.

Algumas companhias aéreas oferecem upgrades de classe, salas VIP e seguro de viagem para passageiros com milhas, enquanto outras operam com descontos que podem oferecer descontos e tarifas.

Os percentuais são maiores em momentos como a Black Friday, por exemplo.

Modo de consumo

Embora seu objetivo seja o primeiro ponto a considerar nesta seleção, não podemos ignorar o modo de consumo.

Com certeza, quando se trata de recompensas em dinheiro ou milhas de cartão de crédito, o quanto podemos gastar tem um grande impacto na lucratividade.

Sendo assim, os cartões de fidelidade rendem um ponto para cada dólar gasto.

No entanto, aos preços atuais do dólar, torna-se mais difícil obter um retorno razoável.

Nesse caso, a solução é mudar para um cartão de crédito com maior pontuação.

Contudo, lembre-se de que esses produtos exigem uma renda mensal mais alta e cobram taxas anuais de adesão mais caras.

Posso escolher entre reembolso ou milhas?

Com um número tão grande de opções de contas e cartões digitais, às vezes pode ser difícil saber qual escolher

Concluindo

Por fim, nós elencamos algumas prioridades que ajudarão você a escolher sobre cashback em milhas.

Entre sem em contato com seu banco ou seu programa de fidelidade, eles ajudarão.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender como escolher entre cashback ou milhas levando em consideração as características, vantagens e desvantagens de cada uma das opções.

Aprenda a ficar por dentro das Maiores Oportunidades em Milhas, com o Guru do Dinheiro.

Renda Fixa: O Que É, Como Funciona, Como Investir E Mais!

Os investimentos em renda fixa são aqueles que apresentam um determinado retorno no registro com uma taxa fixa.

As taxas-alvo seguem a mesma taxa do início ao fim. E as taxas variáveis ​​podem seguir certas métricas, como o IHPC (inflação). Tesouro Direto, CBD, LCI, entre outros.

Quem quer cuidar do seu dinheiro deve conhecer os investimentos em renda fixa.

O motivo é bem simples, esse investimento é uma ótima alternativa para quem quer economizar e investir com segurança.

O que é renda fixa?

renda fixa
@pexels

Renda fixa é um investimento cujas regras de rendimentos são definidas no momento da solicitação.

É recomendado para pessoas que buscam menor risco de perda e funciona como um empréstimo reverso.

Ou seja, o investidor dá seu dinheiro ao emissor do título de renda fixa e, em troca, recebe um certo retorno.

Quando um investidor adquire um título de renda fixa, ele empresta dinheiro ao emissor do título. Que pode ser uma empresa, banco ou governo.

Em troca, ele receberá seu dinheiro ajustado por uma taxa de juros dentro de um período especificado.

Por exemplo: no CDB, que é um instrumento de dívida bancária, é como se o investidor estivesse emprestando dinheiro ao banco.

 

Como a renda fixa funciona?

renda fixa
@pexels

Entender o que é renda fixa. Significa entender que investir nessa categoria é como emprestar dinheiro ao emissor do título.

Em troca dessa transação você recebe o retorno em condições pré-estabelecidas.

Dependendo do tipo de emissor, as aplicações em obrigações podem ser públicas ou privadas. Os grupo em que se destaca o denominado crédito privado.

Os investimentos públicos são emitidos pelo Estado. Enquanto, os investimentos privados são emitidos por instituições financeiras e empresas privadas.

O crédito privado inclui os investimentos que apresentam um risco ligeiramente superior. Embora sejam classificados como títulos.

 

Quais são os melhores tipos e títulos de investimento em Renda Fixa?

renda fixa
@pexels

Conforme mencionado acima, existem muitos tipos de títulos de renda fixa.

Sendo assim, você poderá investir seu capital em títulos. Emitidos por bancos, sociedades financeiras, sociedades de investimento ou até mesmo o próprio governo.

Agora, será mostrado alguns dos investimentos de renda fixa mais conhecidos do mercado.

1. Tesouro Direto: aplicação em títulos do governo

Este é um dos investimentos mais procurados por quem quer sair da poupança. É um programa do Tesouro Nacional para venda de títulos do governo federal.

O governo coloca esses títulos no mercado financeiro quando quer financiar sua dívida interna e precisa de dinheiro.

O investidor então, compra um título do governo, emprestando dinheiro ao governo.

O investidor receberá em troca esse dinheiro acrescido de juros em uma data pré-determinada.

2. Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Esse título é emitido pelos bancos com o objetivo de captar recursos financeiros e, portanto, conceder empréstimos a quem precisa de dinheiro.

Nesse caso, a regra é, quanto menor a instituição financeira, maior a remuneração oferecida.

O rendimento do CDB pode ser fixo ou variável, mas o mais comum é a segunda opção.

Normalmente, o índice é o CDI e o retorno é uma porcentagem desse índice. Por exemplo: 90% do CDI.

Em bancos grandes, por outro lado, o percentual geralmente é inferior a 100% do CDI. Portanto, é importante analisar esse item para obter um retorno maior.

Outros fatores que precisam ser avaliados são, a liquidez e a tributação. Em caso de recuperação a mesma regra se aplica ao Tesouro Direto, ou seja, IR e IOF para investimentos em até 30 dias.

Por outro lado, a liquidez é bastante variável, enquanto há investimentos com possibilidade de saque diário.

Existem outros que possuem um longo período de carência ou, podem exigir a manutenção do dinheiro investido por meses ou anos.

Portanto, se você acha que precisa recomprar o estoque rapidamente, preste atenção a esse problema.

O valor mínimo do investimento é definido pela instituição financeira, mas normalmente gira em torno de R $ 1.000.

3. Debêntures

Estes títulos são emitidos por empresas e têm prazo de vencimento e remuneração definidos.  Embora sejam na modalidade de renda fixa, são negociados em bolsa.

Para o investidor a vantagem é que o retorno é muito maior do que no Tesouro Direto. Mas os riscos e o crescimento também são maiores.

• simples: diz-se que não são convertíveis em ações porque não oferecem esse direito;
• Conversíveis: oferecem a possibilidade de conversão do valor mobiliário em ações da empresa.

Divide-se em bônus financiados e bônus comuns, os primeiros isentos de IR e IOF.

Estes últimos estão sujeitos a uma taxa regressiva de IRPJ. Conforme tabela apresentada no Tesouro Direto, que varia de 22,5 a 5%.

O valor mínimo para aplicação em títulos costuma ser de R $ 3.500 e o retorno pode ser fixo, pós-fixado ou híbrido.

Renda fixa é sempre segura?

renda fixa
@pexels

Um título de renda fixa pode ser emitido por uma entidade pública ou privada, como um banco, empresa ou governo.

Portanto, a garantia de um título de renda fixa estará sempre ligada a outras características do investimento. Tais como, objetivos, prazo, rentabilidade, risco e seu emissor.

O Tesouro Direto é um dos investimentos tradicionais de renda fixa. Que é considerado mais seguro porque o emissor é o governo.

Alguns são considerados nesta categoria mais seguros. Assim como, a Selic do Tesouro, porque a rentabilidade está atrelada à taxa básica de juros, a famosa Selic.

Normalmente, os títulos são utilizados para a formação da reserva de emergência.

Montante que deve estar disponível para acesso imediato. Em caso de um evento atípico, como demissões ou reparos automotivos.

Bolsa De Valores: Como Investir, O Que É e Mais!

Investir em ações pode ser uma opção muito atrativa pela possibilidade de bons retornos, mas a exposição ao risco pode resultar em perdas repentinas para o investidor.

Esse tipo de investimento pode parecer mais complicado do que é. Se houver dedicação, conhecimento e experiência, você pode obter resultados.
Por isso é importante entender as características que envolvem o investimento em ações.
E ai vai um dado para te animar, se você tivesse investido R$ 5.000,00 na Petrobras no final de 2015, vendendo as ações em julho de 2021, você teria mais do que dobrado seu capital.

 

Afinal, o que é o mercado de ações?

bolsa de valores
@pexels

Descrever o mercado de ações para iniciantes parece muito mais fácil. A Bolsa de Valores é o órgão responsável pelo registro de todos os bens, ações e valores mobiliários.
Em geral, o mercado de capitais proporciona um ambiente organizado, com regras estabelecidas e promove segurança na aplicação dos ativos, o que determina a realização das transações e, portanto, garante que o investidor receba as ações ou títulos em que investiu.

O que são ações?

bolsa de valores
@pexels

Uma ação é a menor parte do capital social de uma empresa, portanto, no momento da compra, o investidor adquire uma parte da empresa, tornando-se seu sócio.
Para tanto, a companhia deve ser registrada como sociedade por ações na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), órgão público responsável pelo acompanhamento e regulamentação do mercado de capitais brasileiro. , processo adotado por empresas que precisam de mais dinheiro para expandir seus negócios ou aumentar seu valor de mercado.

Existem as chamadas ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN): ações ordinárias garantem aos acionistas o direito de voto nas assembleias da empresa, dependendo do número de ações ordinárias em relação aos pequenos investidores.
As ações preferenciais não conferem direito a voto aos investidores, mas têm prioridade no recebimento do produto.
Os investidores também encontram ações no mercado de ações, que são coleções de diferentes classes de ativos, como ações ordinárias e ações preferenciais, portanto, ao comprar uma ação, o investidor está comprando uma combinação de ações do mesmo produto.

Existem também o que se chama de small caps, que são ações de pequenas empresas menos conhecidas do investidor pessoa física e menos líquidas.
Além disso, na bolsa de valores, as ações são sempre negociadas em um ticker ou ticker. Por exemplo, se você deseja comprar ações da Petrobras, é necessário pesquisar o código original da corretora , não o nome, ou seja, PETR para ações preferenciais e PETR3 para ações ordinárias.

Como funciona o mercado de ações?

bolsa de valores
@pexels

Em essência, a bolsa de valores visa a manutenção da ordem nos mercados financeiros, para garantir que as empresas sejam listadas em bolsa e recebam as ações que os investidores recompram, bem como para garantir a sua participação nas suas ações.
Batizado de ecommerce, o sistema já está totalmente digitalizado no Brasil, via Home Broker, oferecendo mais segurança e credibilidade para quem deseja negociar no título cambial.
Além disso, as ações adquiridas no país são detidas pela CBLC, Companhia Brasileira de Liquidação e Custódio, garantindo a eficiência do sistema em termos de reputação e segurança.
Existem dois módulos para negociação em bolsa: Swing Trade e Day Trade.

Swing trade

São operações de compra e venda de ativos em bolsa, com duração de dias, semanas, meses ou até anos, neste tipo de investimento o processo é comprar uma ação em um determinado momento e aguardar o melhor período para vender.
Este tipo de investimento é mais adequado para quem tem pouco tempo para observar o mercado e para quem opta por uma estratégia de lucro a longo prazo porque acredita na valorização do título.

Day Trading

Esta modalidade de negociação segue a lógica oposta à anterior, pois neste caso o objetivo é comprar e vender ativos no mesmo dia e aproveitar as oscilações do mercado. É conhecido como uma vantagem poder agilizar as aplicações, poder lucrar com as operações.
É também uma classe de ativos considerada de alto risco devido à sua frequente volatilidade e é particularmente indicada para quem tem experiência no mercado de investimento e sabe gerir o desempenho económico.

Passo a Passo para Começar a Investir em Ações

bolsa de valores
@pexels

Investir em ações é considerado complexo para muitos, mas não há segredo, basta seguir passo a passo:
• Defina seus objetivos: antes de iniciar o mercado de ações, você precisa ter um definição clara de seus objetivos de investimento e a duração que você planeja investir para traçar a melhor estratégia para alcançá-los.
• Identifique o seu perfil de investidor: Você pode investir em ações de diferentes estratégias, portanto, ter um perfil de investidor definido e saber quanto você está disposto a arriscar pode ajudá-lo a identificar qual dessas opções é melhor para você.
• Ter conta em corretora: depois de definidos seus objetivos e seu perfil de investidor, o próximo passo é abrir uma conta em uma corretora, transferir dinheiro e começar a investir em ações. Desejado, colocando sua própria compra e venda pedidos.
• Monitore seus investimentos: uma vez realizadas as operações, dentro do seu objetivo e sua estratégia, acompanhe periodicamente a evolução de seus investimentos para verificar se estão alinhados com suas estratégias, ou não, para que haja modificações , se necessário.

Regras Para Finanças Em Casal – Guru Do Dinheiro

No inicio do casamento, uma das maiores dificuldades são as finanças em casal. Por estarem habituados a administrar sua vida financeira individualmente, isso pode afetar no momento de organização do casal.

Abaixo estão algumas dicas de planejamento financeiro para casais.

Como o lado financeiro pode afetar o relacionamento?

finanças de casal
@pexels

O casamento é a união de duas pessoas que decidem viver juntas e, assim, construir um futuro. Á partir dai, o casal precisa estabelecer algumas regras para que as coisas no seu dia a dia sejam mais fáceis e se resolvam.
Um dos pontos que mais desperta dúvidas e mágoas, impactando o relacionamento, é justamente o aspecto financeiro.
A questão é que o casamento não vem com dívidas, porém, se ambos não se atentarem o relacionamento pode virar uma grande briga por dinheiro. Salários diferentes, mal administrados, também podem causar muitos problemas.

É importante lembrar que as dívidas não podem exceder ao ganho líquido do casal. Portanto, os dois devem estar disposto a traçar um plano financeiro que os oriente em termos de gastos e poupança.

Verifiquem as despesas de recém-casados ​​- Finanças em Casal

finanças de casal
@pexels

Os recém-casados ​​muitas vezes ficam cheios de dúvidas no planejamento da vida financeira: tudo é muito novo, pode até haver uma certa imaturidade, o que dificulta os ajustes.
É necessário ter paciência nos primeiros meses, muito diálogo, para expor todas as questões juntas e traçar um projeto realista e condizente com o novo modo de vida.
Às vezes, você simplesmente não consegue seguir o padrão que tinha quando era solteiro – por exemplo, boates, jantares constantes, viagens de fim de semana – tudo isso pode ter um custo extra agora que as responsabilidades aumentaram. Antes de se casarem, ambos moravam com os pais e naturalmente as contas são bem menores.

Esse primeiro momento de vida a dois pode levar o casal a buscar a satisfação com presentes e objetos de decoração para o novo lar. Está tudo bem, mas é preciso ter cuidado. Um pouco de criatividade, pode trazer o mesmo prazer e ser mais acessível.

 

Tomando decisões juntos

finanças de casal
@pexels

Ambos precisam estar cientes das questões financeiras que envolvem o casal para poderem tomar a melhor decisão juntos.

 

Falar de dinheiro – Finanças em Casal

finanças de casal
@pexels

Sobretudo, alguns casais têm dificuldade em falar de dinheiro porque acham que é um assunto delicado, preferindo deixá-lo de lado para não afastar o parceiro, mas não falar de dinheiro pode ser um problema.
Do mesmo modo, quando o casal adota uma atitude de parceria, consegue se organizar melhor, bem como estar preparado para enfrentar imprevistos e até momentos de crise. Nesse sentido, a ideia é que o diálogo sobre dinheiro se torne um hábito, auxiliando no processo organizacional os gastos da família.

Ter poupança ou fazer aplicações financeiras?

finanças de casal
@pexels

Antes de mais nada, ter algum dinheiro de reserva é fundamental para a vida financeira de um casal, o imprevisto acontece a toda a hora e quando não se está preparado pode originar graves problemas financeiros.

Vários bancos oferecem aos seus clientes o serviço de conta conjunta. Ainda assim, para um melhor controle das finanças entre os cônjuges, é aconselhável abrir uma conta conjunta não unida, onde os dois decidem como movimentar o dinheiro.

Este tipo de conta é ideal para colocar as poupanças do casal, onde juntos podem definir onde o dinheiro será usado no futuro. Do mesmo modo, uma outra opção é fazer uma aplicação financeira, que pode vir a se tornar uma pensão para o casal.

O equilíbrio é essencial para as finanças em casal

finanças de casal
@pexels

Embora vivam a dois, as pessoas podem ter pensamentos diferentes. Portanto, é essencial que os dois encontrem um equilíbrio na administração das finanças dos casais. Se um tem um perfil mais gastador, o outro é necessário manter uma linha mais apertada para manter o orçamento em dia.

Procure entender o rendimento financeiro do casal. Sempre mantenha o que foi acordado na planilha financeira do casal, para manter o orçamento organizado.

Outra dica é estabelecer um valor para as saídas e hobbies do casal, essa meta pode ser semanal ou mensal, mas deve constar no planejamento financeiro do casal e não deve afetar a reserva de sonhos e objetivos comuns. O casal deve conversar e ver qual a melhor forma de separar esse valor para o seu tempo livre.

Como Vender Milhas? Descubra Diversas Forma Vendê-las!

Já é sabido que os programas de fidelidade e a venda de milhas cresceram significativamente nos últimos anos. Um indicador dessa expansão é o aumento do interesse das pessoas em vender esses benefícios, seja para gerar renda adicional ou simplesmente para economizar em viagens. no melhor site para vender milhas.

Desta forma, escolher um site para vender seus pontos é um passo muito importante, por isso neste artigo preparamos uma análise dos principais sites de venda de milhas.

Explicaremos como funciona, os prós e os contras e você também saberá o que precisa considerar ao fazer essa escolha.

O que considerar na hora de escolher o melhor local para vender milhas?

vender milhas
@pexels

Ao se considerar o melhor local para vender milhas. O primeiro é a citação. Como sabemos, cada plataforma possui seus próprios parâmetros para definir o valor de venda desse ativo. Pontos de um determinado ativo O programa. pode ser diferente em todas as plataformas.

Então, como a nossa intenção é rentabilizar essas operações, esse é um ponto crucial na escolha do melhor local para vender milhas.Por outro lado, o preço deve vir acompanhado de outros fatores, como a segurança: um dos maiores temores de quem não tem experiência neste mercado é o de acabar perdendo pontos.

Ou seja, vender milhas é uma operação que exige muita confiança, por isso antes de fazer é bom fazer uma pesquisa na plataforma, certifique-se de que tem o CNPJ, o endereço fixo e o telefone da empresa. Veja o que as pessoas que já usaram do site estão falando sobre ele.

Por fim, é interessante que você se pergunte o seguinte: De quais programas o site compra milhas? Qual é o método de pagamento? Quanto tempo leva para receber o dinheiro da venda? Todas as regras são claras? atendimento ao cliente para perguntas e possíveis problemas?

Como funcionam os sites de vendas de milhas?

vender milhas
@pexels

Portanto, é muito importante entender a diferença na mecânica dessas plataformas. Porque em ambos os casos existem pontos negativos e positivos. Por exemplo, em sites que intervêm apenas entre compradores e vendedores, você pode definir um preço de venda.

Desde que esteja no orçamento no site, pode solicitar o valor máximo, caso em que tem a opção de vender as suas milhas pelo maior preço possível, mas dependendo do custo corre o risco de correr também muito tempo para fechar o negócio.

Por outro lado, quando escolhemos uma plataforma que compra pontos diretamente, eles determinam o valor de mil.Ou seja, na maioria das vezes a oferta fica abaixo do preço máximo, mas você tem a certeza de poder revender as milhas.

Quais são as principais plataformas de venda de milhas?

vender milhas
@pexels

Felizmente aqui no Brasil temos cada vez mais opções de sites de venda de milhas, mas cada um deles tem suas peculiaridades, então para escolher o melhor separamos aqui as três placas principais. -Formas de compra e venda pontos do país.

O site MaxMilhas

vender milhas
https://www.maxmilhas.com.br/

Fundada em 2013, a MaxMilhas é uma das pioneiras no mercado de ponto de venda aqui no Brasil, a empresa atua como intermediária entre vendedores e compradores e também emite passagens com milhas para quem deseja economizar nas viagens.Atualmente, as milhas podem ser resgatadas nos principais programas de fidelidade em todo o país.

Além de poderem vender milhas MilesandGo (TAP) e SkyMiles (Delta), os clientes podem escolher entre dois tipos de venda, clássica e rápida, na MaxMiles. No primeiro caso, você determina o preço de seus pontos e conclui a transação quando um comprador é encontrado.

No caso de uma venda rápida, você indica quantas milhas deseja vender e a plataforma oferece um preço e garante a prioridade da transação, portanto o site tem algumas regras para os pontos de venda. Dessa forma, você só poderá vender milhas com validade máxima de 6 meses.

 

O site da HotMilhas

Esta empresa trabalha comprando milhas diretamente do cliente e depois repassando a terceiros, na plataforma é possível vender pontos dos principais programas de fidelidade do Brasil: LATAM Site Pass, Smiles e TudoAzul. oferece uma taxa escalonada para clientes LATAM nas categorias Platinum e Black.

No site HotMilhas, cada programa de fidelização exige um número mínimo de milhas e também tem um limite para este benefício que pode ser vendido a cada transação. Quanto ao pagamento, é a plataforma que define o preço a pagar de acordo com o total dos pontos, a cotação do dia e a companhia aérea.

Assim, os lotes mínimo e máximo para pontos de venda no site são os seguintes:

  • Latam Pass: mínimo 12 mil e máximo 700 mil milhas;
  • Latam Platinum / Preto: mínimo 12.000 e máximo 700.000 milhas;
  • TudoAzul: mínimo 5.000 e máximo 200.000 milhas;
  • Smiles: mínimo 12.000 e máximo 700.000 milhas.

Ao contrário do que acontece no MaxMilhas, o HotMilhas trabalha com duas formas de pagamento: adiantado ou no vencimento.Na primeira opção, o vendedor recebe o dinheiro em até 1 dia útil a partir da confirmação da venda, na segunda caso o pagamento é feito em até 45 dias, à escolha de quem vendeu os pontos.

Normalmente quem opta pelo pagamento antecipado acaba recebendo um valor menor pelas milhas, por isso é muito importante avaliar sua intenção antes de escolher qualquer uma das formas de pagamento do HotMilhas. Por fim, a plataforma permite que as milhas vendidas tenham validade de até 30 dias.

Mas afinal, qual o melhor site para vender milhas?

vender milhas
@pexels

Como vimos, atualmente temos três plataformas de negociação de pontos principais. Dito isso, vale lembrar que todos os sites que mencionamos aqui têm alguns lados bons e outros ruins. A partir da MaxMilhas, a empresa oferece aos seus clientes dois tipos de vendas. , você pode escolher o que melhor atende às suas necessidades no momento.

Além disso, é possível vender lotes com pelo menos 3.500 milhas, por outro lado, a reputação das MaxMilhas caiu consideravelmente nos últimos anos, atingindo 6,6 no Reclame Aqui.Da mesma forma, o valor oferecido pela empresa para a venda de milhas é inferior ao de outras plataformas, como o HotMilhas, que tem um preço muito mais atraente para quem quer vender pontos.

Principalmente quando você concorda em receber o pagamento em até 45 dias após a emissão do bilhete. Além disso, o HotMilhas possui nota 8,7 no Reclame Aqui. Por outro lado, a plataforma requer pelo menos 5.000 pontos para concluir uma transação de compra e venda.

Essa exigência pode ser um freio para quem quer desistir de apenas algumas milhas. Desta forma, o Banco Milhas oferece um pré-pagamento e não tem desconto no valor. No entanto, o requisito de milhagem mínima é o maior das três empresas analisadas e o valor pago pelas milhas é muito baixo.

Concluímos assim que atualmente o melhor site para vender milhas é o HotMilhas. Os motivos são: melhor preço, boa reputação e facilidade para fazer negócios. Então temos a MaxMilhas que tem um limite de venda menor e duas opções de mercado. No entanto, é sempre bom avaliar essas duas empresas antes de fechar um negócio.

 

Qual é o próximo passo para vender milhas?

vender milhas
@pexels

Encontrar o melhor site para vender milhas não é uma tarefa difícil. No entanto, a comercialização desses benefícios é algo que requer algum conhecimento. Então, a Bíblia de Milhas e Pontos pode ser seu guia. Neste e-book, você encontrará algumas das melhores estratégias para aproveitá-lo, junto com dicas para evitar armadilhas ao longo do caminho.

Na Bíblia de Milhas e Pontos, você ainda aprende tudo sobre os principais programas de fidelidade do Brasil e do mundo, como multiplicar seus ganhos e as técnicas para viajar mais por menos … Acessar todo esse conteúdo é muito fácil. .Clique no banner abaixo e descubra os segredos para decolar com suas milhas!

Poupança X CDI X Milhas: Como tirar o melhor proveito dos 2 benefícios

Poupança, rendimento em cima do CDI ou milhas? Qual será que pode trazer o maior benefício para seu dinheiro?

Com a pandemia e crise econômica a busca dos brasileiros por uma renda extra e por mais dinheiro tem aumentado bastante. Com isso surgem várias dúvidas, afinal, qual a melhor forma de guardar meu dinheiro e faze-lo render?

Existem diversas formas, porém, neste artigo falaremos sobre as milhas, poupança e o CDI

O que são milhas?

poupança
@pexels

Milhas nada mais são do que pontos acumulados através de programas de fidelização de companhias aéreas.

Esta foi uma forma dessas mesmas companhias manterem seus passageiros fiéis. Isso porque eles recebiam pontos a cada compra dos quais poderiam ser trocados por passagens aéreas.

Porém, este modelo ficou tão popular e cresceu tanto que os programas expandiram e hoje é possível acumular pontos de diversas maneiras, assim como, vender suas milhas e lucrar muito em cima delas.

Para saber mais sobre como lucrar através das milhas, leia nossas outras matérias falando sobre.

O que é uma conta poupança?

poupança
@pexels

Uma conta poupança, também chamada de caderneta, é um tipo de conta bancária. Este é o tipo de conta mais democrático e simples apresentado aos brasileiros .

Além disso, tem um objetivo simples: economizar dinheiro. Portanto, não tem muitas funções e transações bancárias.

Embora pertençam a bancos privados, essas contas são supervisionadas pelo banco central. Em outras palavras, todos os bancos fornecem cadernetas, mas não há diferença entre eles.

Sendo assim, é o banco central que define a rentabilidade dos fundos de poupança. E como essas receitas são entregues: sempre no aniversário de cada mês.

Como funciona a conta poupança?

poupança
@pexels

A abertura da conta poupança é grátis e, desde que você a mantenha aberta, não precisa pagar nenhuma taxa.

Portanto, os bancos estão proibidos de cobrar qualquer taxa de clientes que possuem apenas contas de poupança.

Tudo que você precisa fazer é selecionar uma instituição e apresentar documentos básicos como:

  • Documento de identidade (RG);
  • Fundo de previdência;
  • prova de endereço.

Nenhuma prova de renda é necessária. Além disso, a maioria dos bancos já oferece a possibilidade de abertura de conta por meio do aplicativo. Desta forma, você pode abrir rapidamente uma conta poupança no seu celular. Especialmente se você escolher um banco digital.

Depois de abrir uma conta, você pode começar a depositar dinheiro. Você receberá um cartão de débito e também poderá acessar a conta pelo aplicativo.

No entanto, com uma conta poupança, você só pode realizar as seguintes transações:

  • Retirada = 2 vezes ao mês;
  • Transferências = 2 vezes por mês;

Poupança e o CDI

poupança
@pexels

Na realidade, hoje, as contas de poupança não valem nada. Para efeito de comparação, se você mantiver seus recursos em bancos digitais como Nubank, PicPay e outros, que possuem rendimento em média de 100% do CDI, você obterá  um retorno maior.

O CDI é a taxa de juros do banco, sempre um pouco abaixo da Selic. Por exemplo, a taxa de juros anual de hoje é de 1,79%, enquanto a Selic é de 6,25%.

Porém, a conta da rentabilidade é a chave: 100% CDI supera 70% Selic. Usando os mesmos 1.000 reais, você pode ganhar 1.005,20 reais no mês e 1.062,50 reais no ano.

E você tem lucratividade todos os dias, não economia mensal. Isso significa que quando você retirar fundos antes do aniversário do depósito, você não perderá a lucratividade durante o período em que os fundos forem interrompidos.

O processo de depositar dinheiro em uma conta digital é igual ao processo de depositar em uma conta poupança. Basta fazer um depósito pelo aplicativo e rastrear seus fundos.

Você também receberá um cartão de débito. No entanto, há uma diferença: os bancos digitais cobram taxas de retirada mais altas do que os bancos comuns.

Em seguida, avalie suas necessidades de retirada. Pode valer mais a pena usar essa conta apenas para economizar dinheiro. Se precisar sacar dinheiro, você pode transferir o dinheiro para outra conta que não cobra taxas de retirada.

A Poupança X Milhas

poupança
@pexels

Economizar é essencial para que você não se perca ao longo do mês com o que ainda pode gastar e quanto ainda tem em sua conta até o próximo pagamento.
Quando você paga algo com cartão de crédito, a saída de dinheiro não é momentânea, certo, a saída só ocorrerá na data de vencimento do extrato do seu cartão de crédito.
Então, para não gastar mais do que você ganha e saber exatamente quanto você já gastou e quanto ainda pode gastar, quero que você simule o gasto momentâneo, economize.
Cada vez que você compra algo com seu cartão de crédito, você imediatamente transfere o mesmo valor para sua conta poupança. Quando sua fatura de cartão de crédito chega, você transfere esse dinheiro para sua conta corrente e paga a conta normalmente!

Quando sua fatura de cartão de crédito chegar, você transferirá esse dinheiro para sua conta corrente e pagará a conta normalmente!
Com isso você terá duas grandes vantagens e nenhum gasto adicional!
1) Milhas para comprar passagens aéreas nacionais e internacionais
2) Suas economias rendem juros

Programas de fidelidade
Por fim, você precisará se inscrever nos dois principais programas de fidelidade para passagens aéreas para o Brasil.
• Smiles (http://www.smiles.com.br)
• Multiplus Fidelidade (https://www.multiplusfidelidade.com.br)

Conclusão

poupança
@pexels

Então para conseguir o máximo de benefícios entre poupança e milhas. Primeiro utilize seu cartão de crédito para acumular pontos. Depois venda suas milhas e o dinheiro que obtiver, transfira o mesmo para um conta em um banco digital onde o rendimento seja maior do que 100% do CDI.